Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sicblogue

João Silva no Perdidos e Achados

"A Canção de Lisboa" foi o primeiro filme sonoro português e aquele que marcou de forma indelével o percurso de João Silva.

Aos 17 anos entrou no mundo fantástico da imagem. Foi preso, por essa altura, por contestar o regime de Salazar.

Quando deixou a cadeia nos Açores, dois anos depois, retomou o caminho profissional. Na casa dos 30 anos fez uma viagem a Angola em trabalho. O feitiço africano fez efeito e só regressou a Portugal em 1979.

A máquina de filmar, amiga que o acompanhou décadas a fio, foi vendida para sustentar a família. Rende-se a outra câmara: a fotográfica, ao serviço da CGTP.

Três fases de uma vida longa ao serviço da imagem. Trabalhou até bem perto dos 90 anos. Está quase a completar 97. ‘Perdidos e Achados’ bebeu História na conversa com João Silva.

Para ver hoje, sábado, dia 2 de Março, no ‘Jornal da Noite’.

Jornalista: Fernanda de Oliveira Ribeiro

Repórter de Imagem: Pedro Carpinteiro

Edição de Imagem: Rui Rocha

Produção: Madalena Durão, Diana Matias

Coordenação: Maria João Ruela

Direção: Alcides Vieira