Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sicblogue

SIC Blogue entrevista Inês Folque

É uma das caras do canal que esta quarta-feira completa mais um ano de existência. Inês Folque dá atualmente a cara pelo ‘Factor K’ da SIC K e, em entrevista ao SIC Blogue, faz o balanço destes anos à frente do formato do canal dos mais novos do universo SIC. A também atriz revela querer voltar à ficção e fala-nos da experiência de ser uma das caras inseridas no projeto de promoção ao Rock in Rio.

 

Afinal quem é a Inês Folque?

A Inês Folque é uma pessoa igual às outras, sonhadora, com um monte de desejos a realizar, com uma paixão incalculável pela representação e apresentação, amiga dos seus amigos, sensível, teimosa, a Inês Folque sou eu! 

 

Conta-nos um pouco do teu percurso profissional

Desde cedo que me apaixonei pelo mundo da representação, se bem me lembro tinha uns 6 anos quando comecei a dizer à minha mãe que queria ser actriz, isto porque era muito extrovertida e tinha energia para dar e vender e a minha professora encontrou nos teatros da escola, que aconteciam semanalmente, a forma perfeita para gastar essas energias que eu tinha a mais. Sigo o meu percurso no colégio de forma natural... sempre com uma linha paralela à representação e depois de acabar a minha licenciatura em gestão na Universidade Nova de Lisboa fiz um casting para a série 7 dos Morangos com Açucar. Acabei por ficar e trabalhar um ano com a Plural, na TVI, quando saio dos Morangos, surge a proposta de apresentar o Factor K, (uma outra paixão antiga - a apresentação) na SIC K, a qual aceitei com muita alegria. Passaram-se três anos e meio e continuo a dar a cara pelo Factor K, o que só mostra ter sido um bom casamento. No meio desses três anos e meio surge o casting RIR do qual saio vencedora, e me deixou muito feliz, festivais de Verão onde faço parte da equipa de apresentadores, mais RIR (2014), programas para a Missão Sorriso, Chef Online.. sobretudo surgiram projectos com os quais me identifiquei e me ajudaram a ser a pessoa e a profissional que sou hoje.

 

Passados estes anos passaste pela ficção e pela apresentação. Quando é que vamos poder voltar a ver-te na representação?

É verdade, e continua a ser uma grande paixão a ficção. Espero em breve poder voltar a trabalhar na representação, idealmente gostava de juntar estes dois mundos que tanto me preenchem. O ano passado fiz um curso de nove meses no John Frey Studio que me acordou um bocadinho esta vontade de vestir um personagem, quero continuar com a formação, e se tudo correr bem este ano continuarei a formar-me para um dia me sentir uma actriz em pleno. De qualquer forma acho que as coisas acontecem na altura que devem acontecer.. e esse momento se tiver de ser meu e fazer parte da minha vida, há-de chegar, se não pelo menos serei feliz a trabalhar da forma que já o faço!

 

Abraçaste há vários anos um outro projeto: a SIC K. Como é que tem sido trabalhar para os mais novos?

É um prazer enorme. São o público mais sincero, mais verdadeiro, genuíno e espontâneo. Não querem saber quem és ou o que fazes, querem que os preenchas, adoro crianças desde sempre, por isso poder trabalhar para os mais novos traz-me muita alegria, e apesar de às vezes sentir na pele a enorme responsabilidade que isso acarreta, a gratificação que daí advém não tem qualquer preço.

 

Sentes que é um público exigente?

Como disse em cima, acho que é o público mais exigente de todos, ou gostam ou não gostam, ou querem ou não querem. E ponto, não há como os enganar!

 

Fala-nos do Factor K. Passados estes anos, qual é o balanço que fazes do formato?

O balanço só pode ser positivo, depois de três anos e meio não estaria boa da cabeça se continuasse a trabalhar num projecto com o qual não me identifico. Adoro o formato, vai de encontro ao que eu quero continuar a fazer mesmo no futuro como apresentadora, fala de cultura, de entretenimento, serve de guia, de ombro amigo, é uma sugestão constante e pretende ser o olho e a transmissão do que é a cultura jovem e urbana nos dias que correm. Em três anos e meio houve muitos caminhos que seguimos, se comecei apenas por fazer pivots iniciais nas peças do programa, com pouca ou nenhuma responsabilidade, e se começámos por falar para um público alvo que não conhecíamos muito bem, hoje em dia sabemos perfeitamente quem é o nosso público alvo e do que gosta. Hoje em dia além dos pivots, estou no terreno com as peças e ainda acompanho e tento dar o meu input com ideias e sugestões na produção do programa, isto tornou-me uma melhor apresentadora, e sem dúvida devo-o ao grupo de pessoas que trabalharam comigo estes anos e me ensinaram tudo o que sei hoje. Se me sinto preparada para dar outros passos como apresentadora é graças às técnicas que adquiri ao longo destes anos. Não podia por isso estar mais contente com este projecto.

 

Em 2014 chega mais um Rock in Rio. É um desafio promover aquele é que é considerado o maior espetáculo de música do Mundo?

É sempre um desafio, mesmo depois de já o ter feito em 2012. Um desafio e um orgulho, uma vez que para me chamarem a mim e ao Nuno outra vez, é porque gostaram do nosso trabalho, por isso é com um grande amor à camisola que mais uma vez faço parte da família RIR e apesar de ser suspeita, estou convencida que este será o melhor RIR de todos os tempos!...

 

Ainda no Rock in Rio, que artista aguardas com mais ansiedade?

Sem dúvida Arcade Fire.. acho-os extraordinários, em todos os sentidos, respiram música por todos os poros e já tive oportunidade de os ver ao vivo noutro festival há uns anos e sei que será aquele concerto IMPERDÍVEL.

 

O que é que podemos esperar da Inês nos próximos tempos?

Podem esperar ver-me pelo Factor K, esta nova temporada dividida em 2 blocos dirigidos a públicos diferentes, o Factor K kids que será às 5as feiras às 18 horas e o Factor K teen que será às 21:00 às sextas-feiras. Os dois blocos terão propostas adequadas a cada idade e têm pretensão de fazer parte do dia-a-dia de todas as crianças e jovens de Portugal. Para já fico-me pelo canal 41 do MEO e pela promoção e ,espero, que apresentação do RIR, no meio disto tudo há sempre espaço para novos projectos que, espero, surjam em 2014! Já agora aproveito todas as pessoas a fazerem parte do meu facebook profissional e a porem like na página, segue o link: https://www.facebook.com/pages/In%C3%AAs-Folque/132046956836374?ref=hl 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.