Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sicblogue

"Não há-de ser nada" brevemente

Para os apreciadores de humor fresco, marcado pela actualidade, neste momento, saudosos do "Esmiúça sufrágios", dos "Gato fedorento", o vazio televisivo está prestes a ser preenchido, com um formato diário "arrojado", nas palavras de Marco Horácio.
A estação é a mesma, o horário também - "prime time" - e tal como o projecto dos "Gato fedorento", também aqui há o dedinho das Produções Fictícias, embora se trate de um produção conjunta com a SIC. O novo programa assinado por Marco Horácio e Eduardo Madeira, rostos principais de "Não há-de ser nada", o seu nome, promete "incomodar muita gente, seremos muito críticos, não vamos poupar ninguém".
Ainda nas palavras de Marco Horácio, estamos diante de um "formato ambicioso, que mistura vários géneros e que, ao nível do conteúdo, vai além da política, toca na cultura, no social".
Sob a linha mestre do humor, serão exploradas várias expressões artísticas familiares ao meio televisivo, do "sketche", e nesse campo entram em cena as personagens do "Caixilho &Laminados", criadas por Marco Horácio e Eduardo Madeira para a rádio, ao "stand up comedy", podendo ainda apresentar-se momentos de entrevista e actuações musicais.
"O mais arriscado já está gravado", disse Marco Horácio. Referia-se aos episódios com que se dará vida às muitas personagens radiofónicas, dependentes até aqui da imaginação do ouvinte. Ao todo, "foram criadas à volta de 40, o que envolveu uma equipa de caracterização fantástica". Desde logo, elogia o trabalho de Sérgio Alxeredo, especialista nesta matéria, tornado conhecido desde o "talk show" de domingo "Herman SIC". Algumas destas figuras exigiram o uso de moldes de silicone elaborados. No fundo, sintetiza, trata-se de dar vida completa às vozes.
Haverá ainda o envolvimento de um terceiro actor nesta produção, mas Marco Horácio opta por não dizer, apesar das insistências, o seu nome. "Só posso dizer que será um elemento fortíssimo".
Percebido os contornos do programa, importava perceber se é seu objectivo desenvolver um humor mais exigente, dirigido a um nicho, ou se a aposta é claramente popular. O actor responde prontamente: "Um humor inteligente e popular".
Marco Horácio ganhou visibilidade na televisão através do "Levanta-te e ri" e ultimamente foi elogiado na faceta de apresentador em "Salve-se quem puder". Eduardo Madeira também andou pelos concursos, com "M/F, Sarilhos em casa", na SIC. Antes disso, integrou a equipa do formato de humor da RTP, "Os contemporâneos".
fonte: site JN

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.