Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Análise das audiências de "Os Segredos da Magia"

A Mediamonitor faz o balanço das audiências do programa A Magia sem Segredos, em exibição na SIC desde 8 de Novembro de 2008.
Desde 8 de Novembro que a SIC exibe o programa Os Segredos da Magia que revela os grandes truques que estão por trás dos espectáculos de magia como executar fugas extraordinárias, fazer desaparecer pessoas, levitar no espaço, entre outros.
Na primeira emissão a 11 de Novembro, este programa alcançou 7.2% de audiência média e 24.6% de share. O melhor programa foi transmitido a 6 de Dezembro com 10.2% de audiência média e 36.1% de share. Nas sete emissões transmitidas Os Segredos da Magia registam 8.8% de audiência média e 30.4% de share.
No perfil de audiência, Os Segredos da Magia registam a melhor adesão junto do Interior e do Litoral Norte. Por classe social, destaca-se a Classe C2 que é responsável por 37% da audiência do programa. Por Género, a população feminina é a que mais este programa. Por faixa etária, destacam-se os alvos 25/34 anos e 15/24 anos com um consumo de audiência a rondar os 17% por alvo.
fonte: Marktest

SIC foi a televisão que mais contratou em 2008

O ano de 2008 foi recheado de transições entre os vários canais televisivos. E a SIC foi quem mais repescou rostos emblemáticos à concorrência, em jeito de "usurpação" de trunfos.
Neste contexto, a jogada mais estratégica terá mesmo ocorrido logo no início do ano, com a passagem dos "Gato fedorento" da estação pública para Carnaxide, ainda que os dados só tenham sido lançados em Outubro, com o quarteto de humoristas a encabeçar o aguardado formato "Zé Carlos", depois de uma ausência significativa das lides do pequeno ecrã.
A esta mudança não terá sido alheio o regresso de Nuno Santos à sua casa-mãe (SIC) enquanto director de Programas. Também Daniel Oliveira, confesso pupilo de Nuno Santos, lhe seguiu os passos, abandonando a RTP1 rumo à SIC, onde tem parte do entretenimento a seu cargo.
Por outro lado, a TVI não foi imune à investida de Carnaxide no que diz respeito às contratações. Cláudia Vieira e Diana Chaves são duas das actrizes que debutaram em Queluz e que agora dão a cara pela concorrência. Depois de aliciadas, ambas integram a novela de produção nacional da SIC "Podia acabar o Mundo".
fonte: JN