Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Nós por Cá sobe audiências

A estreia do programa "Nós Por Cá", exibido pela SIC esta segunda-feira, garantiu à estação de Carnaxide um aumento, no "share", de cinco pontos percentuais, face à média registada nas semanas anteriores em igual período, tendo os valores alcançado os 23,5 pontos percentuais.
Apesar de não ter ido além do 13.º lugar na tabela dos programas mais vistos do dia, o novo formato conduzido por Conceição Lino, segundo dados divulgados pela Marktest, levou ainda a um aumento da audiência média, entre as 19 e as 20 horas, registando valores na ordem dos 8%, face aos 7% anteriormente registados no mesmo horário. O programa foi visto, maioritariamente, pelos principais "targets" comerciais, isto é, pelas classes sociais mais altas cujo nível médio de vida é mais elevado, e com idades compreendidas entre os 25 e os 54 anos de idade. Ao nível regional este registou uma subida, no quota, de 8,8% na Grande Lisboa e de 7,8% no Litoral Norte. Ainda assim, o "Preço Certo", programa da RTP apresentado por Fernando Mendes, manteve-se implacável na liderança do período que antecede os blocos informativos da hora de jantar, registando uma audiência média de 12,7% e um "share" de 35,9%.
Também o primeiro episódio da nova telenovela da SIC "Três Irmãs", que foi igualmente para o ar na segunda-feira, entre as 18 e as 19 horas, contribuiu para um aumento da média de "share" desta estação. Nesse horário, a SIC, que vinha a registar cerca de 20,5%, alcançou 23,9% de quota e uma audiência média de 5,9%.
fonte:JN

"Três Irmãs" bate morangada

Os dois programas que se estrearam segunda-feira na SIC conseguiram melhores resultados que os seus antecessores, ainda que não tenham tido audiências arrebatadoras. Três Irmãs e Nós Por Cá alcançaram shares mais altos que Rebelde Way e Roda da Sorte, respectivamente, quando passavam nos mesmos horários (cerca das 18.00 e das 19.00). A nova telenovela brasileira bateu mesmo a repetição do episódio de Morangos com Açúcar, que passava à mesma hora na TVI, algo que raramente Rebelde Way conseguia fazer. Quando Três Irmãs arrancou, Morangos com Açúcar, da TVI, tinha começado um minuto antes e Portugal em Directo, da RTP1, estava a três minutos de iniciar. No final, o programa de noticiário regional da estação pública venceu com 36% de share, sendo que a telenovela brasileira do canal de Carnaxide ficou em segundo nesta batalha, com 23,9%. A série para adolescentes, uma repetição, não foi além de 23,3%. A série para adolescentes da SIC, a Rebelde Way, que passava sensivelmente à mesma hora antes do Natal, conseguia em média um share de 20,5%. Acrescente-se ainda que a telenovela da TV Globo liderou nas classes A/B/C1/C2 dos 25 aos 54 anos e nas classes A/B dos 25 aos 34 anos. No horário das 19.00 entraram em acção O Preço Certo, da RTP1, Nós Por Cá, da SIC, e mais um episódio de Morangos com Açúcar, na TVI. O concurso apresentado por Fernando Mendes venceu com 35,9% de share, tendo sido o sexto programa mais visto do dia. O episódio da série para adolescentes do canal de Moniz conseguiu 29,1% e o novo espaço informativo da SIC alcançou 23,5%. É certo que perdeu para a concorrência que passou à mesma hora, mas Nós Por Cá, apresentado por Conceição Lino subiu nas audiências em comparação com o concurso de Herman José, que o antecedeu. Aqui a subida foi ainda maior que a de Três Irmãs em relação a Rebelde Way: o noticiário de Conceição Lino fez mais 5% de share que a média de Roda da Sorte. Nós Por Cá liderou nas classes A/B/C1/C2 dos 25 aos 54 anos e nas classes A/B dos 25 aos 34 anos, tal como aconteceu com a telenovela Três Irmãs. Além disso, verificou-se uma subida em todos os targets, com excepção da dos maiores de 74 anos. O noticiário que antecede o Jornal da Noite conseguiu ainda aumentar as audiências na Grande Lisboa com um resultado de 24.5%, o que representa uma subida de 8.8% em relação à média deste período horário. Não tendo sido um resultado espectacular, estes valores indicam que as apostas de Luís Marques e Nuno Santos já mostraram alguns resultados positivos, num horário fundamental de acesso ao prime time, nomeadamente ao Jornal da Noite, que ontem ficou em quarto lugar, logo a seguir ao Telejornal, da RTP1.