Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Camilo está de regresso mas "esperava mais"

Nuno Santos, director de Programas da SIC, e Piet-Hein, o produtor, foram os primeiros a telefonar e a felicitar Camilo pelos resultados da estreia da série ‘Camilo, o Presidente’. “ Fiquei feliz, porque o resultado é fruto de um trabalho cuidadoso, mas esperava mais depois de tantas reposições e de estar afastado da SIC há dois anos”, conta o actor. A série, um original, foi o programa mais visto da SIC e o quinto na tabela das audiências do dia.
Para Camilo, a divulgação da série deu um empurrão às audiências. “Com a promoção do canal, eu quase caí no prato do público”. Confiante na continuidade do sucesso do seu novo trabalho, Camilo adianta: “Tenho a certeza de que as audiências vão manter-se e justificar os 26 episódios. Aliás, não me lembro de ter feito nunca 13 programas”.
Com 60 anos de carreira, o popular actor diz conhecer bem o que o público gosta e aponta o dedo às grelhas das estações: “Falta graça na televisão. O telespectador chega à noite cansado e precisa de rir, de descomprimir. Nos tempos que correm ninguém quer pensar no dia de amanhã. É isto que justifica o sucesso de programas como ‘Não Há Crise!’. É preciso rir, mas rir com algum sentido, alguma lógica.”
Há muito que Camilo de Oliveira queria escrever uma série original, mas a dificuldade em encontrar uma equipa de guionistas foi adiando o projecto: “A minha ambição era fazer uma produção como o ‘Sabadabadu’, que parava o País. E tentei com outros autores. A sinopse desenvolvida a partir de uma ideia minha era boa e os primeiros três episódios também. Depois disso eu deixava de estar satisfeito. E, para cumprir o contrato, era obrigado a pôr a mão na massa e a acumular trabalho.” Além do sucesso da série, Camilo, nascido em 1924, festeja também o lançamento da sua biografia. “Ainda só li metade do livro. Mas estou satisfeito. É um livro para o público todo. E só aconteceu agora, aos 60 anos de carreira, porque nunca senti necessidade antes.”

MARINA SANTIAGO: BOMBEIRA SEM INCÊNDIOS
“É a primeira vez que tenho uma personagem numa série”, explica Marina Santiago, que se tem dedicado à apresentação na SIC e na TVI. Depois de ter feito “pequenas participações” em ‘Floribella’, ‘Rebelde Way’, ‘Maré Alta’ e ‘Uma Aventura’, a jovem integra o elenco de ‘Camilo, o Presidente’ no papel da bombeira Fontes. “Mas como nunca há fogos para apagar, passo mais tempo na junta a ajudar o presidente do que no quartel de bombeiros”, explica. Uma dedicação que ela espera ver reconhecida.
fonte: site CM