Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Dia de Gatos na SIC

O Companhia das Manhãs que começou às 10h terminou hoje mais cedo do que o habitual (13h). A SIC resolve passar a esta hora o último Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios que teve como convidados Rodrigo Guedes de Carvalho, José Alberto Carvalho e Júlio Magalhães todos pivôs e directores de informação dos canais.
LOGO À NOITE a SIC transmite os Bastidores de Gato Fedorento Esmiuça os Sufrágios! A não perder a seguir ao Jornal da Noite num episódo duplo (hoje e amanhã).

Ricardo Pereira > "Gostaram da nossa química"

Esta novela marca a diferença, porque é uma história bem feita, com sintonia entre o elenco, a direcção, a produção e a técnica. E voltar a contracenar com Sandra Barata Belo, depois de ‘Amália – O Filme’, é maravilhoso”, diz ao CM Ricardo Pereira, protagonista de ‘Perfeito Coração’, exibida na SIC.
Na novela, ‘Pedro’ (Ricardo Pereira) e ‘Leonor’ (Sandra Barata Belo) vivem um amor contrariado pelo pai dela, uma espécie de ‘Romeu e Julieta’ dos tempos modernos. A química é visível entre os dois actores e Ricardo Pereira sublinha que há “pares românticos que funcionam melhor do que outros”.
“Acho que a nossa escolha como par romântico não foi feita de uma maneira aleatória, mas sim depois de verem o filme ‘Amália’. Penso que gostaram da nossa química, porque a minha personagem e a da Sandra, no filme, uniam-se bastante. Portanto, este ‘Pedro’ e esta ‘Leonor’ também devem resultar.”
Quanto às cenas íntimas com Sandra Barata Belo, o actor explica: “Sou um profissional que é pago para fingir uma realidade. Gosto muito da Sandra e as cenas românticas não são nada difíceis de fazer, porque aquilo é técnico. E é óbvio que, quando trabalhamos muito e temos um espírito de união, de camaradagem, de querer fazer bem um produto, as coisas fluem muito melhor, o toque na cara é mais intenso, assim como o olhar.”
Depois de ter feito ‘Negócio da China’, na TV Globo, Brasil, Ricardo Pereira comenta: “Já era tempo de fazer um trabalho diferente em Portugal. Nunca vou comparar Portugal com o Brasil. Nós temos de fazer uma novela com a nossa realidade. Eles são um povo e nós outro.”
fonte: site CM