Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

M|F passa para o fim-de-semana

Ao ficar de fora da tabela dos 15 programas mais vistos do dia e por obviamente não ter caído nas graças do público, que muito se queixa da falta de cumplicidade entre os seus apresentadores – a experiente Bárbara Guimarães e o humorista Eduardo Madeira - o concurso M/F: Sarilhos em Casa sofrerá, a partir de Novembro, um ajuste estratégico na grelha da SIC.
A estação de Carnaxide desistiu das emissões diárias e passará a emitir o formato apenas ao Sábado, numa versão Especial Famosos, onde os participantes não serão necessariamente um casal, como até agora, mas sim, membros da mesma família.
fonte: site Destak

Marecos criticou TVI

Foi com indignação que Jorge Marecos apresentou ontem a nova série da SIC. O responsável pela SP Televisão mostrou-se revoltado com os comentários que dizem que ‘Lua Vermelha’ não é mais do que uma cópia de outros projectos já existentes, como é o caso do filme ‘Crepúsculo’. "É falso que seja uma cópia. ‘Lua Vermelha’ está a ser desenvolvido há muito tempo. É um projecto que tivemos de tornar interessante, de forma a que alguém o quisesse comprar" defendeu.
Jorge Marecos não se coibiu nas críticas à TVI. "A SIC não tem a cultura da réplica. Isso é de outra estação", criticou. E deu vários exemplos: "Não vale a pena falar de ‘Rex’, ‘New Wave’ e ‘Fábrica dos Sonhos’ que seria uma escola de arte cénica", disse, fazendo alusão a ‘Max’, ‘Morangos com Açúcar’ e à nova temporada desta série, produções da TVI que considera serem cópias de formatos já exibidos pela SIC.
O responsável da produtora, que criou também ‘Conta-me Como Foi’ e ‘Pai à Força’, para a RTP, focou ainda a polémica em torno do contrato de exclusividade de Angélico com a TVI. "Tentámos contratar um actor e houve logo alguém que lhe ofereceu um contrato milionário, provavelmente para não fazer nada", referiu, dando a entender que o ex-D’ZRT tinha sido pago, só para não fazer parte do projecto da SIC. No final, justificou o seu discurso: "É um recado para não apertarem connosco. Não vamos morrer na praia. Gostamos da SIC e queremos dar-lhe o lugar que merece."
fonte: site CM