Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

SIC e RTP1 lideram com 24,9%

SIC - 24,9%
RTP1 - 24.9%
TVI - 23,7%
Cabo - 20,6%
RTP2 - 5,8%

Programa mais visto da SIC: Jornal da Noite em 6.º lugar é o programa mais visto do canal com audiência média de 9,8% e 27,4% de share. É o segundo noticiário a ser o mais visto.
Programa mais visto das 21h-24h: Perfeito Coração é o mais visto do horário nobre com share de 22,6% e audiência média de 22,6%
Programa menos visto das 21h-24h: Vip Manicure com share de 16,8% e audiência média de 16,8%
Destaque excelente para o Alta Definição que é o 3.º programa mais visto do dia (depois de Jornal da Noite e Perfeito Coração) com audiência média de 7,8% e share de 32,7%. Deixa para trás programas da TVI e RTP1.

Ídolos dura até 9 de Fevereiro

Após os castings e a fase do teatro, "Ídolos" inaugura hoje uma nova etapa: a das galas em directo. Dos 15 sobreviventes ao crivo do júri - quatro são do Norte - apenas resistirão 10, embora só amanhã se saiba o veredicto.
Terceira edição do formato caça-talentos de Carnaxide, novas regras. Pois que esta noite subirão ao palco dos estúdios da Valentim de Carvalho, com um "décor" gizado pela produtora Freemantle, em ritmo frenético, os melhores dos melhores seleccionados.
No entanto, para cinco deles será a primeira e última vez que voltarão a brilhar no âmbito do concurso. E terão de sofrer até amanhã para terem conhecimento do seu fado em "Ídolos", dia em que se realizará uma emissão especial na qual se revelarão os 10 "fantásticos": cinco eleitos pelo júri, outros tantos pelo público através de voto telefónico. No âmago deste incremento da ansiedade para os concorrentes estarão Carolina Torres, Filipe Pinto, Solange Hilário e Diogo Alvarenga, leque representativo do Norte do país.
Nervosa está também a dupla de apresentadores, Cláudia Vieira e João Manzarra. Para ela, o directo televisivo reveste-se de estreia. Bem-disposto, Manzarra faz notar: "Se existisse um 'nervosómetro' estaria no nível seis". Ao que a colega contrapõe "um 8". Por outro lado, a batuta dos quatro membros do júri vai, a partir daqui, padecer de menos força, - não obstante estarem previstas galas especiais - uma vez que caberá aos espectadores a decisão de quem será o futuro "ídolo" português, ainda que Roberta Medina garanta: "A nossa exigência vai ser maior". Todos, à excepção de Laurent Filipe, asseguram não ter favoritos. Já o músico considera fazer "parte do processo que haja preferências, admitindo que podem, porém, ocorrer algumas desilusões à medida que actuarão".
Nesta senda, Manuel Moura dos Santos, no seu registo tão particular, diz, peremptório: "Vai ganhar quem melhor conseguir controlar as emoções". Pode inferir-se que a competição se inicia, só agora, realmente a sério. Ora, esta será a hora da verdade para a prossecução de 15 sonhos.
"Ídolos" permanecerá na antena da SIC até dia 9 de Fevereiro.
fonte: JN