Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

SIC Radical transmite em direto Red Bull Cliff Diving World Series

Red Bull Cliff Diving World Series

Já aterraram nos Açores os 23 atletas de 12 países que vão disputar no próximo sábado (9 de julho) a etapa do ‘Red Bull Cliff Diving World Series’.

Pelo quinto ano consecutivo, o ilhéu de Vila Franca do Campo – ao largo da ilha de São Miguel – transforma-se no palco dos mais impressionantes saltos para a água, tendo como base alturas entre os 20 e os 28 metros.

Esta é a única oportunidade da época para saltar diretamente das rochas, num verdadeiro regresso às origens da modalidade e a SIC Radical vai acompanhar tudo ao pormenor com a transmisão, em direto, do evento em canal e no seu site.

Ao longo dos últimos quatro anos, as paisagens açorianas tornaram-se familiares para os melhores atletas do planeta de saltos para a água de grande altura.

Já a partir de amanhã e n sábado é altura de manter esta tradição, com o regresso ao ilhéu de Vila Franca do Campo – pelo quinto ano consecutivo – do ‘Red Bull Cliff Diving World Series’. Trata-se da terceira etapa da época para o setor masculino e a segunda para o feminino, com um total de 23 atletas de 12 países.

Esta etapa destaca-se das restantes do circuito mundial por ser a única onde os atletas têm oportunidade de saltar diretamente das rochas, o que está em perfeita sintonia com as origens da modalidade, nascida há cerca de 250 anos no também arquipélago vulcânico do Havai.

Para os saltos mais exigentes e técnicos, são montadas duas plataformas. Uma a 20 metros de altura, para o setor feminino, e outra a 28 metros de altura, para o setor masculino. Jonathan Paredes chega na liderança, decorridas que estão duas etapas. Com 26 anos, este é um dos expoentes máximos da nova geração de atletas, assumindo-se nesta época como um dos mais fortes candidatos ao título.

Em 2015 o mexicano foi segundo classificado nos Açores, numa competição intensa com o Pentacampeão Gary Hunt. Em femininos a expetativa é também enorme, depois da Campeã Rachelle Simpson ter tido um arranque de temporada menos feliz, em que foi batida pela wildcard australiana Rhiannan Iffland. Já a vencedora de 2015, Cesilie Carlton, está de regresso aos Açores e é sempre um valor seguro a seguir na competição.