Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sicblogue

Transferências da TVI para a SIC "podem não ficar por aqui"

Primeiro foi Fátima Lopes. Depois foi Gabriela Sobral. Mas a guerra de transferências entre a SIC e a TVI não deverá ficar por aqui. Pelo menos é esse o recado do director de Programas da estação de Carnaxide. "Não vou falar sobre coisa nenhuma em concreto nem sobre pessoa nenhuma em concreto. Vou só dizer o seguinte: que se desenganem aqueles que julgam que o jogo está fechado. O jogo está em aberto e diria que nós ainda estamos aqui com muito jogo pela frente", disparou Nuno Santos, ontem, à margem da apresentação do programa À Procura do Sonho.
O responsável pela programação da SIC recusou-se a prestar mais declarações acerca da contratação de Gabriela Sobral, que fez parte do núcleo-duro da TVI durante 11 anos na qualidade de chefe da produção nacional, e da saída da apresentadora Fátima Lopes para a estação concorrente. Mas deixou bem claro que poderá aliciar mais estrelas da TVI, apesar da nega que teve de Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha, apresentadores de Você na TV!.
Negas foram também muitas aquelas que ouviram os candidatos de À Procura do Sonho, que estreia a 1 de Agosto na SIC com apresentação de Vanessa Oliveira e Pedro Guedes. Começaram por ser quase oito mil e, neste momento, já são apenas 24 (12 raparigas e 12 rapazes). Os mesmos que irão disputar, a 5 de Setembro, um contrato com a agência Face, de Fátima Lopes.
"Vamos encontrar duas caras novas que venham a fazer carreira na moda em Portugal", prometeu Nuno Santos. Até lá, assistiremos aos castings e às várias eliminatórias, que incluem mudanças de visual, aulas de passerelle e sessões fotográficas.
"Não é cópia de nada nem de ninguém", garantiu Fátima Lopes, recusando qualquer semelhança com America's Next Top Model, apresentado por Tyra Banks e já emitido na SIC Mulher. "Vão ver que não tem nada a ver", insistiu.
"Insere-se numa linha de entretenimento que a SIC tem vindo a seguir com o Ídolos e o Achas Que Sabes Dançar?", explicou Nuno Santos. Por isso, está garantida a existência dos chamados cromos. "Digamos que há pessoas a pisar a passerelle de forma pouco atípica", comentou Piet-Hein Bakker, responsável da produtora CBV. "Houve uma coisa que não mudou: a falta de noção", acrescentou Nuno Santos. No entanto, o júri, composto pela estilista Fátima Lopes, pela produtora Susana Marques Pinto e pelo fotógrafo Gonçalo Gaioso, "não é mau". "Tentámos não magoar ninguém nem ferir a susceptibilidade de ninguém", realçou a estilista.
À Procura do Sonho estreia-se na mesma altura que Projecto Moda, uma aposta da RTP destinada a encontrar o melhor designer de moda. Nuno Santos recusou falar em concorrência. "Do que eu percebi, é outro programa, não tem a ver com este. São duas coisas diferentes."
DN

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.