Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Todos querem Marcelo Rebelo de Sousa

O último programa dos ‘Gato Fedorento – Esmiúça os Sufrágios’, da SIC, reuniu os directores de Informação dos três canais de sinal aberto que mostraram ter sentido de humor. José Alberto Carvalho, Rodrigo Guedes de Carvalho e Júlio Magalhães até disputaram Marcelo Rebelo de Sousa.
Os ‘Gato’ Ricardo Araújo Pereira, Zé Diogo Quintela, Miguel Góis e Tiago Dores despediram-se em grande – sentaram -se à mesma mesa – mas não garantiram a liderança à SIC na sexta-feira.
Os humoristas começaram por pedir um esclarecimento ao subdirector de Informação da casa: A TVI persegue o Governo, a RTP protege. E a SIC o que faz? “Há um acontecimento qualquer sobre o Governo, as pessoas primeiro vêem na RTP, depois na TVI e vão à SIC para ver a verdadeira notícia”, esclareceu Guedes de Carvalho, que assim dava o mote para a (cordial) picardia entre o trio de convidados.
Os entrevistados revelaram algumas das suas gafes e insultos de que foram vítimas, mas a disputa pelo comentador do canal público foi um dos melhores momentos.
Júlio Magalhães garantiu que Rebelo de Sousa tem “as portas abertas na TVI para nos oferecer leitões”. Guedes de Carvalho disse que a SIC já “lhe fez uma proposta para falar 14 minutos” e, “se o programa for alterado, enviamos sms aos telespectadores”. José Alberto Carvalho aproveitou para dizer que ficou “preocupado com a distracção” do professor que disse não saber a hora do programa e esclareceu: “Vai para o ar às 21h00 de domingo, excepto quando há futebol.”
fonte: site CM

Audiências de 4.ª a 6.ª feira

Audiências de sexta-feira (23.10.2009)
TVI – 30,2%
RTP1 – 23,6%
SIC – 23,4%
RTP2 – 4,2%
Cabo – 18,6%

Programa mais visto: o último programa do Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios foi o programa mais visto da SIC tendo ficado em 3.º lugar do Top5 dos programa da tv. Fez um share de 35,5% e um rat. de 12,9%. Destaque positivo, também, para o Jornal da Noite a ser novamente o programa mais visto das 20h com um share de 33,6% e uma audiência média de 12,9%.


Audiências de quinta-feira (22.10.2009)
TVI – 28,2%
SIC – 26,8%
RTP1 – 22,3%
RTP2 – 4,6%
Cabo – 18,1%
Programa mais visto: Jornal da Noite situa-se como o programa mais visto da SIC em 3.º lugar com um share de 33,4% e audiência média de 13,7%. Gato Fedorento com o esmiuçamento situa-se em 4.º lugar com 31,0% de share e 12,6% de audiência média. O jogo da Liga Europa entre o Benfica e o Everton ficou em 5.º lugar com um share de 45,4% e 11,8% de audiência média!


Auiências de quarta-feira (21.10.2009)
RTP1 – 28.6%
TVI – 28,2%
SIC – 21,3%
RTP2 – 4,3%
Cabo – 17,6%

Programa mais visto do dia:Gato Fedorento em 2º lugar e bate a novela da TVI tendo ficado com um share de 35,7% e 14,0% de rat.
Jornal da Noite é o programa de informação mais visto das 20h com um share de 29,2% e 12,0% de audiência média.

SIC, RTP e TVI no Esmiuça os Sufrágios

Os jornalistas José Alberto Carvalho, director de Informação da RTP, Júlio Magalhães, director de Informação da TVI, e Rodrigo Guedes de Carvalho, pivot da SIC, vão ser os últimos convidados a serem "esmiuçados" por Ricardo Araújo Pereira.
O objectivo do quarteto humorístico para o último programa era ter o Presidente da República na cadeira do entrevistado, mas Cavaco Silva declinou o convite argumentando que o Chefe de Estado "não pode e não deve" corresponder "ao simpático e correcto convite" que lhe foi endereçado.
Hoje o programa conta com dois convidados, o novo líder parlamentar do PS, Francisco Assis, e o único candidato social-democrata ao mesmo posto até agora, Aguiar Branco.
O "Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios" estreou a 14 de Setembro na SIC e foi visto em cada dia por uma média superior a um milhão de telespectadores.
fonte: Diário Digital

Gato > Evento televisivo do Ano

Mais uma vitória que já cá canta dirá Paulo Portas. O programa de análise política (humorística) Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios, na SIC, em que o líder do CDS-PP foi entrevistado foi o mais visto até ontem. Segundo dados da Marktest, 1,933 milhões de pessoas viram o "Paulinho das feiras", o correspondente a uma audiência média 20,4%. Coladinho a si (diferença de 13 mil pessoas) esteve Manuela Ferreira Leite, líder do PSD, vista por 1,920 milhões de telespectadores (20,3%). Apesar de ser novidade, o programa de estreia com José Sócrates como entrevistado central não foi além do 8.º lugar com uma audiência média de 14,2% (1,346 milhões de pessoas). À sua frente ficaram os programas dos entrevistados: Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda (1,685 milhões de pessoas); Paulo Rangel, eurodeputado do PSD (1,492 milhões); Joana Amaral Dias, BE (1,440 milhões); Mário Soares (1,426 milhões) e Luís Marques Mendes, antigo líder do PSD (1,359 milhões). O programa mais visto da SIC nestes quase dois meses pôs o país a falar sobre política, eleições (legislativas e autárquicas), propostas, ideias, mas acima de tudo... humanizou os políticos, segundo as muitas análises que foram feitas, quer na blogosfera ou nos meios de comunicação social, estes também esmiuçados pelo grupo de humoristas.
Ao DN, os também "populares comediantes", "ilustres bobos" ou "sátiros" Zé Diogo Quintela, Miguel Góis, Tiago Dores e Ricardo Araújo Pereira, escusando-se fazer distinções entre convidados, destacam: "houve duas dificuldades principais, uma que já esperávamos, e outra com a qual não contávamos. A primeira é o facto de ser um programa diário que é escrito e apresentado por apenas quatro pessoas. Basta estar com atenção à ficha técnica, por exemplo, do Daily Show [apresentado por Jon Stewart] para perceber que o que nós fizemos foi uma tentativa de suicídio em directo. Em relação às entrevistas, além de sermos nós a escolher os convidados e a escrevermos as perguntas, houve um período inicial em que tivemos que ter algumas reuniões com assessores de alguns convidados para lhes explicar o conceito e o tom das entrevistas que pretendíamos fazer: eminentemente políticas, num estilo provocatório, sem referências a curiosidades sobre a vida privada dos convidados, e sem personagens a entrar para fazerem uma rábula ao vivo. Depois de alguns episódios irem para o ar, deixou de ser preciso fazer essas reuniões, uma vez que passou a ser claro qual era o tom do programa". A segunda dificuldade, acrescenta o grupo, "foi a escassez de acontecimentos políticos, sobretudo nas duas semanas a seguir às eleições autárquicas".
Relativamente a recusas, os Gato Fedorento, que preferem não revelar nomes, respondem que "felizmente, foram muito mais as personalidades que aceitaram o convite do que as que recusaram. Ao todo, terão sido uma dúzia de recusas, mas todas elas comunicadas de forma muito simpática. A razão mais apresentada foi a dificuldade perante um registo humorístico". Quanto ao futuro? Agora vão de férias, enquanto do lado da SIC, Nuno Santos, define este programa como o "acontecimento televisivo do ano". Quanto a novos projectos responde que o timing está do lado dos Gato Fedorento.
fonte: site DN

Cavaco Silva recusou ir aos Gato Fedorento

O presidente da República era o convidado desejado pelos humoristas para encerrar a série de programas ‘Gato Fedorento esmiúça os sufrágios’. Cavaco Silva elogiou o programa, mas recusou participar.Apesar da ‘nega’, o chefe de Estado teve o cuidado de encarregar o seu gabinete de enviar uma mensagem aos humoristas.«O Prof. Aníbal Cavaco Silva tem apreciado o humor dos ‘Gato Fedorento’, que vem sendo apresentado nos vários programas já produzidos», lê-se na carta enviada à produção do programa e reproduzida no site da ‘SIC’.«Porque, além do sentido de humor, também lhes reconhece bom senso, crê que os 'Gato' compreendem, e aceitam, que o Presidente da República não pode - e não deve - corresponder ao simpático e correcto convite que lhe dirigiram», explica o gabinete do presidente. O texto termina com «votos de felicidades pessoais e profissionais, sempre com muito e bom humor»

SIC em 3.º e Jornal da Noite é o mais visto das 20h

TVI - 30,9%
RTP1 - 24,0%
SIC - 22,3%
RTP2 - 40%
Cabo - 18,8%
Programas em destaque: Em 3.º Gato Fedorento continua a liderar na última semana em que é exibido o Esmiuça os Sufrágios. Ficou em 3.º lugar com um share de 30,6% e 12,7% de audiência média.
Logo de seguida em 4.º aparece o Jornal da Noite que é uma vez mais o mais visto do horário das 20h com um share de 30,0% e audiência média de 12,1%

Rebelo de Sousa e Ramalho Eanes no Gato Fedorento

O ex-presidente da República, Ramalho Eanes, é o convidado desta segunda-feira do programa "Gato fedorento esmiúça os sufrágios", da SIC.
A emissão vai para o ar após o "Jornal da noite". Na quarta-feira é o comentador Marcelo Rebelo de Sousa a ocupar a cadeira de entrevistado.
Estreado a 14 de Setembro, o programa do quarteto de humoristas entra esta semana na sua recta final.