Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

SIC com sondagens diárias a partir de amanhã

A partir do dia 24 de Maio, e até ao final da campanha eleitoral, a SIC vai apresentar, no ‘Jornal da Noite’, uma sondagem diária que apresentará as opções de voto dos portugueses.
A iniciativa provém da operação ‘Portugal 2011- A Grande Decisão’. O estudo será feito pela Eurosondagem para os meios de comunicação da Impresa, ‘SIC’ e jornal ‘Expresso’, e para a ‘Rádio Renascença’.

Não Há Crise está de volta

Agora que o Tempo de Antena voltou, a SIC está a exibir, neste momento, o programa de apanhados Não Há Crise! Até às 20h divirta-se na companhia da SIC!
Durante a semana temos normalmente a novela Ti Ti Ti a ocupar o espaço que vai entre a exibição do Tempo de Antena para as Legislativas 2011 e o Jornal da Noite.

Paulo Portas e Passos Coelho cativam 887 mil espectadores

O debate da direita portuguesa foi o menos visto até agora entre os cinco principais candidatos das próximas eleições legislativas. Passos Coelho e Paulo Portas foram vistos por 887.369.
Passos Coelho e Paulo Portas confrontaram-se na antena da SIC e, apesar de terem estado sempre muito acima do canal público (que caiu a pique com o fim do Telejornal, o programa mais visto da RTP1, e a transmissão de Estado de Graça), quase nunca conseguiu ultrapassar a TVI, cujo noticiário - um longo noticiário que terminou quase ao mesmo tempo que o debate - foi subindo ao longo da noite.
A verdade é que em termos absolutos, os líderes do PSD e do CDS-PP nunca tiveram sequer um milhão de espectadores, o que deixou o programa com uma audiência de 9,4%.

1,1 Milhão viram debate na SIC

Cerca de 1,1 milhões de telespectadores seguiram na quarta-feira o debate entre o secretário-geral do PS, José Sócrates, e o coordenador do BE, Francisco Louçã, realizado na SIC.
De acordo com dados da Media Monitor, do grupo Marktest, o debate registou uma audiência média de 12,1 por cento, conseguindo uma quota de telespectadores de 30,2 por cento.
Moderado pela jornalista Clara de Sousa, o debate durou cerca de 50 minutos e foi o quarto "frente a frente" televisivo entre os cabeças de lista dos principais partidos às eleições legislativas de 05 de Junho.
O primeiro debate, entre Paulo Portas (CDS-PP) e Jerónimo de Sousa (PCP), realizado na RTP1, prendeu 900 mil telespectadores ao pequeno ecrã, ao passo que o segundo, que colocou "frente a frente" José Sócrates e Paulo Portas na TVI, foi até ver o mais visto, registando uma audiência de 1,5 milhões de portugueses.
A estreia de Pedro Passos Coelho (PSD) nos debates sucedeu na terça-feira na TVI, com o presidente do PSD a defrontar Jerónimo de Sousa perante 970 mil telespectadores.

Jornal da Noite com debate é o mais visto no canal

O Jornal da Noite derrubou o Peso Pesado. O bloco informativo que teve o primeiro debate das legislativas na SIC foi o 5.º programa mais visto do dia e o mais visto da SIC com 10,6% de audiência média e 27,9% de share.
Quanto ao share total a SIC manteve-se no 3.º posto a 0,2% do 4-º lugar ocupado pelo cabo.
TVI – 26,1%
RTP1 – 23,3%
SIC – 22,9%
Cabo – 22,7%
RTP2 – 5,0%

SIC e restantes tvs fazem debates com partidos sem assento na AR

RTP, SIC e TVI anunciaram hoje que, no âmbito da cobertura pré-eleitoral para as legislativas de 5 de Junho, terão debates e entrevistas envolvendo todos os partidos que concorrem, inclusive os que não têm assento parlamentar.Vão ser feitas 21 entrevistas na RTP1, SIC e TVI, e 19 na RTP2.
Desse modo, “cada canal tem previsto realizar sete entrevistas com representantes dos sete partidos que concorrem a um número significativo de círculos eleitorais nas eleições de 5 de Junho”, informa uma nota dos três canais.
Além dessas entrevistas nos três canais generalistas, a RTP 1 realizará um debate com os representantes desses partidos e a RTP2 tem programada a realização de entrevistas aos representantes dos partidos “com e sem assento parlamentar, estes independentemente do número de círculos eleitorais a que concorram”.
No seu conjunto, os quatro canais generalistas pretendem realizar dez debates com líderes dos partidos com assento parlamentar, sendo três na RTP, quatro na SIC e três na TVI; um debate na RTP1, entre representantes dos sete partidos sem assento parlamentar, que concorrem a um número significativo de círculos eleitorais: 21 entrevistas distribuídas pelos três principais canais de sinal aberto e 19 entrevistas na RTP2.
A nota dos canais surge depois de uma reunião esta semana entre os directores de informação das estações e a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), depois de críticas ao modelo dos debates da parte de partidos sem assento parlamentar como o PCTP/MRPP e o MEP.
Hoje também a ERC aprovou uma “decisão individualizada dirigida a cada um dos órgãos de comunicação social e aos respectivos directores de informação com o objectivo de acautelar, em condições de equilíbrio e razoabilidade, o cumprimento do princípio da igualdade de tratamento das diferentes candidaturas” às eleições.
“O Conselho Regulador [da ERC] não pode deixar de salientar o espírito de abertura e preocupação demonstrados pelos directores de informação dos três operadores de acesso livre, no sentido de ser encontrada uma proposta capaz de responder, ainda que em termos mínimos, às preocupações demonstradas pelos partidos não representados na mais recente composição da Assembleia da República”, diz nota do regulador.
O primeiro debate entre candidatos às legislativas é na sexta-feira e coloca frente-a-frente Paulo Portas, líder do CDS-PP, e Jerónimo de Sousa, líder do PCP.
Público