Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Qual é o conteúdo que mais agrada?

Setembro marca a rentrée nos diversos canais. A SIC tem várias propostas para si e o SIC Blogue quer saber qual é o conteúdo que mais aguarda pela sua estreia. Será que é Laços de Sangue? Hernâni Carvalho? Miguel Sousa Tavares? Boa Tarde? Negócio da China? Ídolos?
Deixe-nos a sua opinião na barra lateral. Tem 6 dias para votar a partir de agora sendo que depois irá saber dos resultados. A cada votante é permitido escolher várias respostas!

Datas de estreia

Com o aproximar do mês de Setembro vão sendo conhecidas as datas de estreia dos novos formatos que vão passar a fazer parte da grelha da estação para a rentrée.
O primeiro programa a estrear é ÍDOLOS - castings - que vai passar a fazer companhia todos os domingos a partir de dia 12 de Setembro.
Um dia depois, ou seja a 13 de Setembro estão previstas várias estreias. Laços de Sangue em horário nobre e Negócio da China a seguir ao almoço e Boa Tarde com Conceição Lino também à tarde são os programas que começarão a fazer parte do dia a dia dos portugueses quando ligarem a televisão na SIC.
Resumindo:
  • 12 de Setembro à noite - Ídolos - 4.ª temporada
  • 13 de Setembro à tarde - Negócio da China a seguir ao Almoço
  • 13 de Setembro à tarde - Boa Tarde
  • 13 de Setembro à noite - Laços de Sangue

Negócio da China chega à SIC

Maria Vieira e Joaquim Monchique estrearam-se em novelas nesta produção da Globo já lá vão dois anos. Mas só agora a SIC vai emitir Negócio da China, uma história da autoria do brasileiro Miguel Falabella, que conta ainda com as participações de Ricardo Pereira e Carla Andrino. Os quatro actores rumaram para o Brasil durante mais de oito meses, entre 2008 e 2009, e só agora terão um feedback dos telespectadores nacionais sobre o seu trabalho.
A SIC começou este fim-de-semana a promover a estreia de Negócio da China, não havendo ainda confirmação do seu horário. No entanto, o mais provável é o período após o almoço, em substituição de A Armadilha, que está na recta final.
Negócio da China é uma novela com várias referências a Portugal, tendo algumas das suas cenas iniciais sido gravadas em Lisboa. Além do núcleo de actores portugueses - que interpretam uma família de emigrantes com descendentes nascidos no Brasil (Juliana Didone e Dudu Pelizzari) - , existe um bairro chamado Parque das Nações, numa alusão à zona ribeirinha onde decorreu a Expo 98. Homenagens feitas por Miguel Falabella, actor que já passou algumas temporadas no nosso país, onde fez amizade com alguns dos actores que levou até ao Projac, a fábrica de novelas da Globo.
Com audiências abaixo das esperadas no Brasil, esta comédia urbana ficou ainda marcada pela necessidade de acabar com a personagem de Fábio Assunção, que esteve internado numa clínica de desintoxicação. Para o seu lugar no triângulo amoroso com Ricardo Pereira e Grazzi Massafera entrou Dalton Vigh.
DN

Negócio da China é uma das apostas para a rentrée

Gravada no Brasil para a TV Globo, a SIC prepara-se para transmitir mais uma novela da sua parceira. E esta tem um toque português especial. São 4 os actores nacionais que dão vida a várias personagens. Ricardo Pereira, Maria Vieira, Joaquim Monchique e Carla Andrino foram os actores portugueses que participaram nesta novela.
Esta é mais uma aposta de Nuno Santos para a rentrée televisiva aos quais se juntam a novela portuguesa Laços de Sangue, o novo programa das tardes da SIC, o novo programa de Conceição Lino, o regresso do Ídolos e de Hernâni Carvalho à antena.
A partir de Setembro vai poder ver este genérico na sua televisão!


Ricardo Pereira > "Gostaram da nossa química"

Esta novela marca a diferença, porque é uma história bem feita, com sintonia entre o elenco, a direcção, a produção e a técnica. E voltar a contracenar com Sandra Barata Belo, depois de ‘Amália – O Filme’, é maravilhoso”, diz ao CM Ricardo Pereira, protagonista de ‘Perfeito Coração’, exibida na SIC.
Na novela, ‘Pedro’ (Ricardo Pereira) e ‘Leonor’ (Sandra Barata Belo) vivem um amor contrariado pelo pai dela, uma espécie de ‘Romeu e Julieta’ dos tempos modernos. A química é visível entre os dois actores e Ricardo Pereira sublinha que há “pares românticos que funcionam melhor do que outros”.
“Acho que a nossa escolha como par romântico não foi feita de uma maneira aleatória, mas sim depois de verem o filme ‘Amália’. Penso que gostaram da nossa química, porque a minha personagem e a da Sandra, no filme, uniam-se bastante. Portanto, este ‘Pedro’ e esta ‘Leonor’ também devem resultar.”
Quanto às cenas íntimas com Sandra Barata Belo, o actor explica: “Sou um profissional que é pago para fingir uma realidade. Gosto muito da Sandra e as cenas românticas não são nada difíceis de fazer, porque aquilo é técnico. E é óbvio que, quando trabalhamos muito e temos um espírito de união, de camaradagem, de querer fazer bem um produto, as coisas fluem muito melhor, o toque na cara é mais intenso, assim como o olhar.”
Depois de ter feito ‘Negócio da China’, na TV Globo, Brasil, Ricardo Pereira comenta: “Já era tempo de fazer um trabalho diferente em Portugal. Nunca vou comparar Portugal com o Brasil. Nós temos de fazer uma novela com a nossa realidade. Eles são um povo e nós outro.”
fonte: site CM

Brevemente na SIC há um Paraíso

As promos já passam na SIC! Do mesmo autor de Pantanal, Rei do Gado chega agora à SIC uma nova novela da Rede Globo. Paraíso estreia brevemente na SIC!
Cá para mim esta novela vai para as 19 horas caso não regresse o Nós Por Cá!
Mesmo assim é uma novela em que ninguém tinha falado sendo que Negócio da China continua colocada na gaveta (uma novela que tem a participação de vários portugueses como Ricardo Pereira

SIC ainda não tem data de estreia para "Negócio da China"

De volta a Portugal, Joaquim Monchique aguarda que a novela que esteve a gravar no Brasil, "Negócio da China", seja exibida em Portugal, através da SIC. Aliás, o actor de 40 anos já falou com o director de Programas da estação de Carnaxide, Nuno Santos: "Perguntei-lhe: 'Então, quando é que pões a minha novela?' Ele respondeu: 'Brevemente, vamos ver para quando.'" De qualquer forma, Joaquim tem uma justificação para as fracas audiências que a novela de Miguel Falabella teve no Brasil: "Nós estreámo-nos numa altura péssima no Brasil, o início do Verão. E às 18.00 ninguém quer saber de nada. Portanto, se eu fosse director da Globo, o horário das 18.00, mais cedo ou mais tarde, acabaria. É muito ingrato para nós." Enquanto a novela não tem data de estreia prevista na SIC, o actor vai retomar "o monólogo mais visto da história do teatro português, com 60 mil espectadores": "Vou reiniciar o meu 'Paranormal'... Tenho muitas saudades de fazer teatro. Queria fazer uma despedida em grande aqui em Lisboa, onde estive quatro meses."
fonte: DN