Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Ídolos com casting extra no Estoril

Logótipo-Ídolos-SIC.jpg

Será a última oportunidade para aqueles que quiserem concorrer à nova temporada do 'Ídolos'. Depois do Porto e de Lisboa, o Centro de Congressos do Estoril é o próximo local de paragem, e último, para serem realizados os castings do formato que chega já no dia 12 de abril à SIC.

A 3 de abril, sexta-feira, serão ouvidos os últimos candidatos, tal como o sicblogue noticiou aquando do casting realizado na cidade Invicta.

6000 tentam a sorte no Ídolos em Lisboa

Pré-Casting Ídolos 6 em Lisboa (Rui de Oliveira / FremantleMedia)

Depois do Porto chegou a vez de Lisboa receber mais candidatos a ídolo. As imediações do Pavilhão de Portugal na zona do Parque das Nações foram pequenas para albergar tantos candidatos.

Com um total de perto de 10 000 inscrições, o 'Ídolos' coloca entre hoje e amanhã cerca de 6000 no pré-casting.

Pré-Casting Ídolos 6 em Lisboa (Rui de Oliveira / FremantleMedia)

Os que passarem esta fase vão ter de enfrentar o trio de jurados composto por Maria João Bastos, Pedro Boucherie Mendes e Paulo Ventura.

Entretanto as inscrições ainda estão abertas! Se tens entre os 15 e os 28 anos mostra que podes ser o próximo Ídolo de Portugal! Envia um SMS para o 68327 (Custo SMS 1€) com: IDOLOS (espaço) NOME, IDADE, LOCALIDADE

Fica a saber quem são os jurados do Ídolos

Logótipo-Ídolos-SIC.jpg

Estão revelados os jurados da próxima edição do programa 'Ídolos' cujas gravações arrancam já amanhã na cidade do Porto com a realização dos primeiros castings.

11069958_10153188433412028_4614856291133569290_n.j

Pedro Boucherie Mendes é o único a transitar da última temporada do formato produzido pela FremantleMedia e ao qual se juntam a atriz Maria João Bastos - atualmente a fazer carreira como atriz no Brasil nas novelas da TV Globo - e o manager Paulo Ventura, conhecido de todos como jurado no 'Factor X'.

 

1608606_746382898706409_836476273_n.jpg

João Manzarra mantém-se à frente do formato, ele que volta à condução do formato que assumiu pela primeira vez em 2009 e a conduzir um programa sozinho depois de 'Vale Tudo'.

Boucherie Mendes lança farpas à TVI

É o principal responsável pelos canais temáticos da SIC e viu há poucos dias ver um dos programas da SIC Mulher trocar de estação, precisamente para a TVI.

Em declarações à Notícias TV, Pedro Boucherie Mendes refere não saber "bem o que aconteceu" uma vez que estava ausente do país. "Cheguei agora de Los Angeles", explica o diretor que aproveita para lançar provocações à TVI que tem ido buscar à SIC programas. "A TVI gosta de ir buscar programas à SIC. Já têm o Masterchef, inspiraram-se na SIC Mulher, o Querido Mudei a Casa e o Rui Sinel de Cordes foi para um canal da TVI" atira Boucherie Mendes.

Sobre toda esta concorrência entre estações de televisão, o ex jurado do Ídolos refere que "não me custa nada, até me dá um certo gozo".

SIC CARAS fica na Zon por três anos

A menos de um mês de arrancar o novo canal da família SIC, vão sendo desvendados pormenores. Em entrevista ao Diário de Notícias o diretor de canais temáticos, Pedro Boucherie Mendes, fala numa SIC CARAS completamente diferente da SIC Mulher até porque "a SIC Mulher não tem nada que ver com famosos".

Otimista em relação ao canal, Boucherie Mendes refere que a SIC CARAS será um exclusivo Zon "para já três anos" acrescentando que o principal formato do canal será o 'Passadeira Vermelha' conduzido por várias caras SIC. Este será um formato diário com duração de duas horas.

Para a Direção do canal foi escolhido Daniel Oliveira. Para o diretor dos temáticos da SIC, foi uma "escolha unânime" acrescentando que "parece-me mais capacitado para fazer um canal deste tipo". Além do mais "[o Daniel] é um dos melhores profissionais em Portugal".

SIC Caras: televisão bonita

Foi apresentado na sexta-feira, dia 11 de outubro, o novo canal de televisão do Grupo Impresa. A SIC CARAS herda o nome e os valores da revista CARAS, a referência das publicações de social em Portugal, cruzando-os com o know-how e historial da SIC na abordagem à indústria do entretenimento e com a experiência de sucesso da equipa dos canais temáticos, liderada por Pedro Boucherie Mendes.

No entanto, trata-se de marca autónoma, com uma identidade própria, que traz uma linguagem inovadora e um novo modo de olhar na televisão para o universo das celebridades, numa Era em que estas temáticas já não estão circunscritas a um sector, são transversais do ponto de vista da atenção que geram em todos os domínios da sociedade.

Queremos ter a capacidade de atrair investimento e que esse investimento se possa traduzir em parcerias com anunciantes que partilhem dos mesmos valores do canal.

À programação internacional somaremos diversos conteúdos originais, em português, e temos a ambição de descobrir novos rostos, de formatar novas propostas e de envolver os trabalhadores da Impresa no sentido de desenvolver ideias e formatos disruptivos. Considero que há muito por inventar na televisão e há, sobretudo, muito por fazer.

O canal pretende ser simultaneamente um laboratório de talentos e de conteúdos e, numa altura de enorme exigência criativa, estou certo de que beneficiaremos da experiência, do empenho e talento verdadeiramente únicos que grassam dentro do nosso grupo. Estão todos, mesmo todos, convidados.

Daniel Oliveira

Diretor da SIC CARAS

Subdiretor de Gestão e Desenvolvimento de Conteúdos de Entretenimento da SIC

Pedro Boucherie Mendes apresentou o livro "para quem quer trabalhar em tv"

Foi apresentado nesta quinta-feira o livro "para quem quer trabalhar em televisão". É desta forma que Pedro Boucherie Mendes fala à Notícias TV do novo livro do Clube do Livro SIC, Ídolos: sonho e televisão. 
Segundo o antigo jurado do programa de caça talentos da música da SIC e actual director dos canais temáticos de Carnaxide, a "ideia era escrever sobre aquilo que tinha passado no Ídolos, ao mesmo tempo que mostrava os bastidores da televisão", confirma à publicação referindo-se ainda às "diferenças entre as audiências dos programas com cromos e às galas em directo".
Ídolos: sonho e televisão é um livro do Clube do Livro SIC editado pela Guerra & Paz. 

Ídolos Sonho e Televisão é o novo livro do Clube do Livro SIC

O mais polémico jurado do Ídolos acende a fogueira onde ardem todas as vaidades. Todas as histórias que ninguém contou, os bastidores que ninguém contou estão agora desvendados neste livro da autoria de Pedro Boucherie Mendes que durante duas edições foi jurado do programa da SIC.

É mais um livro do Clube do Livro SIC que chega às bancas de todo o país nesta segunda-feira e é apresentado dia 21 de Junho pelas 18h00 na FNAC do Colombo com a presença de Luís Marques, director geral da SIC. 

Pedro Boucherie Mendes revela os segredos do Ídolos e mostra como realmente funciona a televisão. Leia as histórias que ninguém contou, saiba o que se passou e nem a televisão mostrou.

Em «Ídolos, Sonho e Televisão», Pedro Boucherie Mendes, jurado nas edições de 2009 e 2010, as de maior êxito até agora em Portugal, escreve sobre o que as imagens não revelam: os segredos dos bastidores e as verdadeiras histórias de competição. Sem papas na língua, com um sentido crítico apurado e demolidor, o autor desvenda a fórmula do sucesso de um programa como o Ídolos e prova como na televisão ir do zero ao infinito, chegar e vencer, implica muito mais do que aquilo que se vê. Em 140 páginas, Pedro Boucherie Mendes responde a todas as perguntas: O telespectador tem a palavra final? Os cromos existem mesmo? A importância da música e da voz é assim tão grande? O que são audiências? Porque é que é que os jurados são assim? E deixa um aviso: «Queres chegar ao topo? Lembra-te: 10% de talento, 90% de suor e lágrimas.» Todos sonham, mas só alguns estão preparados para vencer Leitura obrigatória para todos os que vêem, estudam ou pretendem um dia trabalhar em televisão.

Jornalista, Pedro Boucherie Mendes escreveu crítica musical durante nove anos para o jornal O Independente. Trabalhou em rádio e imprensa. É director dos canais temáticos da SIC e foi jurado do Ídolos nas edições de 2009 e 2010 as de maior êxito até agora em Portugal.