Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

José Figueiras em Camilo o Presidente

Foi no final do primeiro episódio da segunda série que o apresentador José Figueiras fez mais uma "perninha" na representação.
Depois de Uma Aventura, Perfeito Coração, agora foi a vez de ver José Figueiras a contracenar com Camilo de Oliveira na série Camilo O Presidente!
E olhem que se safa muito bem o nosso Zé!

José Figueiras entra na recta final de Perfeito Coração

Está cada vez mais perto do fim a novela Perfeito Coração. A sua novela da noite ainda reserva muitas surpresas e vamos ver pessoas que não estamos habituadas a ver a contracenar com actores. José Figueiras, por exemplo, fará uma perninha num dos últimos episódios tal como aconteceu com o final da 2.ª série de Floribella e anteriormente com a série Uma Aventura.
O apresentador de Alô Portugal da SIC Internacional irá novamente estar na pele de actor ainda que por momentos.

SIC K arranca hoje

Programas como "A cozinha do 'chef' André" e o "Factor K" são os primeiros formatos próprios.
Séries dobradas em Português, em animação e "live action", cinema em horário nobre e produção nacional. São para já estas as linhas orientadoras do SIC K, dirigido ao público infanto- -juvenil, que arranca hoje no Meo.
Um pequeno apontamento em directo e simultâneo com a SIC generalista marca o início das emissões do SIC K. A partir das 16 horas, começa aquele que será o bloco de animação diário e que se prolonga até às 19. Deste fazem parte séries como "Ben 10", "Iron Man" e "Yy-Gi-Ho", dobrados na língua de Camões.
Serão "tardes alucinantes pela sua qualidade", na opinião de Pedro Boucherie Mendes, director dos canais temáticos da estação de Carnaxide e responsável pelo SIC K. O canal, que nos próximos seis meses é emitido em exclusivo pelo Meo, tem a "ambição de ser o melhor canal português para este tipo de público". "Conseguimos programas melhores do que esperávamos", revelou Boucherie Mendes, por se tratar de um "mercado muito competitivo", onde existe "forte concorrência".
"A cozinha do 'chef' André" e "Factor K" são os primeiros formatos de produção própria. O primeiro, como o nome indica, é sobre culinária, mas mais dedicado à fase de empratamento, a chamada "Cute food". Em cada programa, André Domingos cozinha uma receita simples e saudável, terminando sempre o prato com uma apresentação "surpreendente e divertida". "Factor K" é um magazine semanal sobre cultura urbana e "lifestyle", apresentado por Raquel Strada.
"Vamos cumprir as quotas mínimas de produção", explicou Luís Marques, director-geral da estação. Mas, dado o custo elevado da produção nacional, esta será feita com parcimónia. "Há aqui uma questão de escala. Produzir localmente é absurdo. Este canal não tem subsídios", frisou Boucherie Mendes.
No entanto, os responsáveis da estação estão interessados em receber projectos. "O SIC K vai estar aberto a propostas de agentes e criativos de desenhos animados, que se possam depois exportar", acrescentou este último. O canal também vai emitir algumas das séries juvenis produzidas pela SIC nos anos mais recentes, como "Floribella", "Rebelde way" e "Uma aventura".
À noite, o destaque será dado ao cinema, um género "que não há muito na televisão (generalista)". Esta noite, serão exibidas as curtas-metragens "A todos um Shrek Natal" e "O cão que salvou o Natal". Da programação anunciada encontram-se ainda títulos como "O panda do kung fu", "Monsters vs aliens", e "Madagáscar". Amanhã, a SIC generalista e o novo canal vão receber pequenos apontamentos em directo conduzidos por Raquel Strada e João Manzarra, a partir do espaço Kidzania, na Amadora.
fonte: site JN

Uma Aventura nos Cinemas!

Estreia amanhã nos cinemas mais uma produção cinematográfica com o carimbo da SIC. Uma Aventura na Casa Assombrada é a adaptação da colecção de livros juvenis de maior sucesso.
O SIC Blog falou com um dos actores que esteve a gravar a série e o filme. Confessa a ansiedade que sente “pois depende da aceitação do publico (como sempre depende), fazer deste projecto um sucesso ou não. Os portugueses ao verem este filme vão estar-nos a dizer que querem mais projectos de aventuras em português, e a apoiar o cinema português que sabemos que ainda está muito longe de ser uma grande industria, apesar de termos excelentes condições para o ser.”, como Francisco Areosa refere Em relação ao projecto e às coincidências Francisco Areosa refere que o “Chico é um personagem que tem não só o nome em comum comigo” acrescentando que “além de radical, amigo do amigo, e corajoso, o Chico é também um personagem sensível, com um grande coração e uma grande vontade de ajudar os outros, é incapaz de presenciar uma injustiça e ficar parado sem fazer nada.” Brincando a dizer que “hoje em dia já não era capaz, pessoalmente, de ter a mesma vida que o meu personagem, mas durante a minha juventude fiz muitas coisas que se aproximaram muito do que este grupo de amigos vive nestas aventuras.”
Em relação à adaptação cinematográfica o Chico de Uma Aventura não se esquece que “nós estamos a representar uma marca que a mais de 30 anos educa e faz ler e viver aventuras a mais de 8 milhões de pessoas, o que nos dá uma grande responsabilidade de passar para o grande ecrã "Uma Aventura"”.
O convite para integrar o projecto surge por parte do realizador [Carlos Coelho da Silva] e da VC Filmes (que produz o filme).No final deixa uma dica: “acho que os portugueses devem ir ao cinema ver "uma aventura na casa assombrada". Em primeiro lugar, este filme foi feito a pensar neles, pois é o primeiro filme de aventuras infanto-juvenil português.Em segundo lugar porque foi feito para mim, com alguns dos melhores profissionais nesta área, o que aumentou a qualidade do filme, não só com uma grande aposta em eventos especiais como num elenco adulto de luxo. Gostaria também de apelar para o nosso patriotismo, visto que movemos mundos e fundos, para apoiar a nossa selecção de futebol, porque não, também pensar que em vez de irmos ver um filme estrangeiro, irmos ver "uma aventura na casa assombrada" é estamos a dar o nosso apoio ao que é nosso, e a dar um voto de confiança aos nossos actores que um dia podem estar a representar-nos também nas grandes telas mundiais, acredito que temos talento para isso, não só a nível artístico, como técnico.”
foto: Be a Model

Uma Aventura na Casa Assombrada em Dezembro no Cinema!

Depois de 2 meses de rodagem que começaram a 23 de Junho de 2009 e mais uns quantos em pós produção eis que no início de Dezembro estreia mais uma produção cinematográfica da SIC. Depois dos mais de oito milhos de livros vendidos, dos 51 volumes editados, depois da série de televisão eis que chega ao grande ecrã. Uma Aventura na Casa Assombrada é um projecto de cinema juvenil (apesar de dar para todas as idades) baseado no livro da autoria de Ana Maria Magalhães e da agora Ministra da Educação Isabel Alçada. Realizado por Carlos Coelho da Silva que realizou as primeiras séries para a SIC e produzido pela VC Filmes, Uma Aventura conta a história de um grupo de cinco amigos sendo que os protagonistas são Francisco Areosa, César Brito, Sara Salgado e as gémeas Margarida Martinho e Luís Lopes. Só Francisco Areosa se mantém na série sendo que o resto dos actores dão a sua estreia na Uma Aventura. Além dos cinco aventureiros Sandra Barata Belo (que também entra em Perfeito Coração), Ricardo Carriço, Ana Padrão, Sofia Grillo, Leonor Seixas e Jorge Corrula dão o seu contributo no elenco. «Uma Aventura na Casa Assombrada» é um projecto de grande emoção e espectacularidade, entre falésias escarpadas para o mar, florestas densas que parecem ganhar vida e um segredo perdido nos confins do México do século XVI, rumo a uma casa que esconde tesouros, fantasmas e estranhos desaparecimentos. Na casa assombrada esconde-se o segredo do «Espírito do Mundo», um diamante vermelho de 95 quilates, único no planeta e com poderes mágicos, protegido pelos fantasmas de uma civilização desaparecida há 500 anos. Uma casa, um tesouro, um mistério, mil fantasmas e um grupo de seis jovens destemidos dispostos a tudo para ajudar uma jovem princesa amaldiçoada… numa adaptação que cruza a aventura com a comédia e o fantástico com o suspense.
A não perder em Dezembro no cinema!

Uma aventura regressa terça feira

Com o final de Snobs a aproximar-se a SIC repõe, a partir da próxima terça feira as aventuras de cinco jovens. Baseado nos livros de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, "Uma Aventura" é uma das séries com melhor qualidade (na minha opinião) da tv portuguesa para os mais jovens.
Snobs termina já amanhã sendo que as aventuras do Pedro, da Luísa e da Teresa, do Xico e do João voltam à antena na 3.ª feira no horário de Snobs

Camilo está de regresso mas "esperava mais"

Nuno Santos, director de Programas da SIC, e Piet-Hein, o produtor, foram os primeiros a telefonar e a felicitar Camilo pelos resultados da estreia da série ‘Camilo, o Presidente’. “ Fiquei feliz, porque o resultado é fruto de um trabalho cuidadoso, mas esperava mais depois de tantas reposições e de estar afastado da SIC há dois anos”, conta o actor. A série, um original, foi o programa mais visto da SIC e o quinto na tabela das audiências do dia.
Para Camilo, a divulgação da série deu um empurrão às audiências. “Com a promoção do canal, eu quase caí no prato do público”. Confiante na continuidade do sucesso do seu novo trabalho, Camilo adianta: “Tenho a certeza de que as audiências vão manter-se e justificar os 26 episódios. Aliás, não me lembro de ter feito nunca 13 programas”.
Com 60 anos de carreira, o popular actor diz conhecer bem o que o público gosta e aponta o dedo às grelhas das estações: “Falta graça na televisão. O telespectador chega à noite cansado e precisa de rir, de descomprimir. Nos tempos que correm ninguém quer pensar no dia de amanhã. É isto que justifica o sucesso de programas como ‘Não Há Crise!’. É preciso rir, mas rir com algum sentido, alguma lógica.”
Há muito que Camilo de Oliveira queria escrever uma série original, mas a dificuldade em encontrar uma equipa de guionistas foi adiando o projecto: “A minha ambição era fazer uma produção como o ‘Sabadabadu’, que parava o País. E tentei com outros autores. A sinopse desenvolvida a partir de uma ideia minha era boa e os primeiros três episódios também. Depois disso eu deixava de estar satisfeito. E, para cumprir o contrato, era obrigado a pôr a mão na massa e a acumular trabalho.” Além do sucesso da série, Camilo, nascido em 1924, festeja também o lançamento da sua biografia. “Ainda só li metade do livro. Mas estou satisfeito. É um livro para o público todo. E só aconteceu agora, aos 60 anos de carreira, porque nunca senti necessidade antes.”

MARINA SANTIAGO: BOMBEIRA SEM INCÊNDIOS
“É a primeira vez que tenho uma personagem numa série”, explica Marina Santiago, que se tem dedicado à apresentação na SIC e na TVI. Depois de ter feito “pequenas participações” em ‘Floribella’, ‘Rebelde Way’, ‘Maré Alta’ e ‘Uma Aventura’, a jovem integra o elenco de ‘Camilo, o Presidente’ no papel da bombeira Fontes. “Mas como nunca há fogos para apagar, passo mais tempo na junta a ajudar o presidente do que no quartel de bombeiros”, explica. Uma dedicação que ela espera ver reconhecida.
fonte: site CM