Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sicblogue

Clube do Livro SIC mostra cartas de amor

logo

A Guerra e Paz e o Clube do Livro SIC fecham o mês de Janeiro dando a ler cartas de amor. No centro deste livro estão as cartas de amor de algumas das maiores figuras da humanidade, figuras como Napoleão, Virginia Wolf, Beethoven, Marcel Proust, Freud ou Lord Byron.

 

As Grandes Cartas de Amor é um livro que reúne uma selecção cuidada e criteriosa de correspondência de autores estrangeiros e de alguns portugueses.

As Grandes Cartas de Amor

Ao todo, são 51 cartas comoventes, eufóricas, apaixonadas e sofridas. Cartas de amor escritas por reis e escravos, romancistas e comediantes. Até ditadores. Cartas que ensinam a amar. Dão lições de dignidade, de pai­xão, de amorosa resignação. Ensinam os caminhos da alegria, do desejo e da perda.

Às grandes figuras da História Mundial, As Grandes Cartas de Amor junta figuras da nossa História re­cente. Primeiro, as cartas que Maria Barroso escreveu a Mário Soares, nos anos da ditadura de Salazar, cartas ditadas pela separação que a prisão e o exílio forçaram. A seguir, cartas de amor de António José Saraiva, escritor e historiador.

A fechar, a escritora Rita Ferro e o jornalista Fernando Correia escrevem cartas ao Amor Eterno, a esse amor perene que enche a nossa vida de esperança. Todas as cartas são precedidas por um texto de enquadramento, que dá ao leitor o contexto em que a carta foi escrita.

São textos de Elizabete Agostinho, que fez também a selecção, tradução e coordenação deste livro As Grandes Cartas de Amor, que chega às livrarias amanhã, 27 de Janeiro.