Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sicblogue

Grande Reportagem apresenta Brasil Global

2014-01-15-grande-reportagem.jpg

Pode um país de dimensão continental, com 200 milhões de habitantes, caber dentro de uma Televisão? A resposta é: pode.

Em apenas 50 anos, a Rede Globo demonstrou que é possível trazer o imenso território do Brasil para dentro do ecrã e dar voz às peças do mosaico cultural que a língua portuguesa juntou ao longo de cinco séculos de História. Sonhada por Roberto Marinho no tempo em que os militares esmagavam a liberdade dos brasileiros, a Globo conseguiu impor-se no panorama audiovisual do país e conquistou um lugar entre as cinco maiores cadeias de televisão do mundo. É certo que a proximidade com o poder político rendeu dividendos, mas mesmo os mais críticos reconhecem à Globo uma qualidade acima da média, seja no jornalismo, com um estilo incisivo e informal, seja na ficção, muito centrada no quotidiano dos brasileiros.

As telenovelas, exportadas para mais de 130 países, tornaram-se a imagem de marca da Globo e ganharam um novo impulso em 1995, com a criação do PROJAC, o maior centro de produção de teledramaturgia do mundo.

Pelo "Projeto Jacarepaguá" passam diariamente 12 mil pessoas, entre atores, realizadores, argumentistas, técnicos e operários de diferentes ofícios que erguem cidades a fingir numa área equivalente a 165 campos de futebol. Não é por acaso que o PROJAC é conhecido por "fábrica de sonhos de Brasil".

Nos 50 anos da Globo, a ‘Grande Reportagem’ foi conhecer este "Brasil Global" e pode acompanhar o resultado final no 'Jornal da Noite' desta quinta-feira, 21 de maio.

Jornalista - Carlos Rico;

Imagem - José Vaio;

Edição de Imagem - Francisco Carvalho;

Grafismo - Carla Gonçalves;

Colorista - José Dias;

Pós-Produção Audio - Octaviano Rodrigues;

Produção - Diana Matias;

Coordenação - Cândida Pinto;

Direção - Rodrigo Guedes de Carvalho, Alcides Vieira