Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Idolomania está de regresso!

Com o sucesso da primeira edição, a Idolomania está de regressa! A confirmação foi avançada à poucos segundos no Ídolos pela vencedora da 4.ª edição do Ídolos.
Sandra Pereira irá percorrer o país com os restantes finalistas da quarta edição do Ídolos à semelhança do que aconteceu no Verão transacto com a Idolomania que teve o seu início no Campo Pequeno em Lisboa.

O adeus à Idolomania

Chegou ao fim a digressão "Idolomania". Os finalistas da terceira edição do concurso Ídolos (SIC), que viajaram seis meses pelo País, estiveram juntos em palco pela última vez.
O espectáculo que decorreu, no domingo, no recinto do Parque de Exposições da FATACIL - Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Indústria de Lagoa, levou o público e os ex-concorrentes ao êxtase. Entre acordes de guitarras e vozes embargadas, não houve quem não se rendesse à emoção. "Foi o último concerto e, confesso, chorei um bocadinho. Foi o final enquanto Ídolos, agora é cada um por si", afirmou ao DN Inês Laranjeira, a mais do grupo.
Igualmente emocionada actuou Solange Hilário: "Toda a magia do Ídolos terminou para nós e há que passar a oportunidade a outros. Os concertos deram-nos estofo musical, percebemos melhor como funciona a nossa voz, como é a vida de um cantor", disse. Solange já está, aliás, de olho na nova edição de Ídolos que se estreia em Setembro, pois tem dois amigos que passaram no casting: "São o Mário Correia e o Tiago Guimarães, do Porto, da minha escola. Quero acompanhá-los de perto. Vão-me ver no estúdio, espero que eles cheguem às galas! [risos]" .
Nem os rapazes ficaram indiferentes à última noite da "Idolomania". O apresentador João Manzarra despediu-se orgulhoso de mais um desafio que lhe foi confiado pela SIC: "Esta edição provou que é possível fazer um programa com sucesso. As pessoas que viram e votaram nos concorrentes, votaram em talento e não por serem bonitos ou feios", sustentou.
"Foi talvez a melhor noite, estávamos todos mais unidos e nostálgicos. Eu tentava não chorar [risos]", recordou André Cruz.
Já Filipe Pinto, o grande vencedor da edição de 2009, depois de tantas emoções ficou a descansar no hotel, no Carvoeiro, acabando por não se juntar ao grupo que, após o espectáculo, comemorou as vitórias conquistadas numa festa no espaço Nosolo Agua Beach, em Portimão, até de madrugada.
DN

Idolomania em Estremoz e Matosinhos!

Se pensam que a Idolomania já acabou desenganem-se. Ontem o concerto foi em Santarém mas no próximo mês de Maio vai estar de volta a Idolomania. Estremoz e Matosinhos são os locais escolhidos. Em Estremoz é no dia 1 de Maio às 21h30 na FIAPE e no dia 7 de Maio é em Matosinhos que os Ídolos irão parar no Centro Desportos e Congressos de Matosinhos também às 21h30. André, Carlos Carolina, Catarina, Diana, Diogo, Filipe, Inês, Mariana, Mariline, Marta, Márcio, Melina e Solange estão à VOSSA espera na Ídolomania – digressão 2010.

CD Idolomania à venda a partir de dia 26

É já a partir desta sexta-feira, dia 26 de Março, que os fãs do Ídolos poderão adquirir o seu CD com as vozes dos finalistas do programa de sucesso da SIC.
O CD Idolomania irá estar à venda em EXCLUSIVO NAS LOJAS DO JUMBO e PÃO DE AÇUCAR - pertencentes ao Grupo Auchan - espalhadas por todo o país! Não se encontra o CD em outros locais! Preço do mesmo ainda não foi divulgado
No dia do lançamento estarão todos os finalistas no Centro Comercial Alfragide na loja do Jumbo para autografarem os CD's a partir das 19h.

Idolomania chega hoje a Viseu

Depois do Campo Pequeno, a Idolomania chega hoje a Viseu e há concerto no Multiuosos da cidade.
A digressão de 2010 dos finalistas do Ídolos tem hoje o 2.º concerto da tourné agendado para hoje e naturalmente os cabeças de cartaz são o Filipe e a Diana mas pelo palco vão ainda passar a Catarina Botto, a Carolina, a Solange, o Carlos, a Mel, a Mariline, o Diogo, o Márcio outros três concorrentes.
João Manzarra irá uma vez mais apresentar o espectáculo à semelhança do que aconteceu no passado sábado em Lisboa.
Próximas datas:
27 de Março em Sta Maria da Feira
31 de Março - Ponta Delgada
3 de Abril - Portimão
10 de Abril - Elvas
17 de Abril - Guimarães

35 e 40 mil euros para a Ídolomania

A digressão Idolomania arranca no dia 13, sábado, no Campo Pequeno, em Lisboa, reunindo 14 finalistas do concurso de talentos da SIC. Este será o único espectáculo a reunir todos os membros da tournée. Nas restantes datas já agendadas, só dez pessoas vão subir ao palco. "Na estrada, temos de ter um concerto mais ligeiro em todos os aspectos", afirma Manuel Moura dos Santos, jurado do Ídolos e manager. Pôr a máquina de pé custa "entre 35 e 40 mil euros".
O preço varia segundo a distância que percorram. Outro factor que pode influenciar o preço é o espectáculo que é comprado. "Uma co-produção é outro preço", frisa o manager.
Dos 15 finalistas a concurso, só Salvador Sobral se recusou a participar na Idolomania. "Tenho a escola, não quero perder o ano", justifica, em declarações ao DN.
Todos os outros participantes do Ídolos - o vencedor, Filipe Pinto, a finalista, Diana Piedade, o terceiro classificado, Carlos Costa, Inês Laranjeira, Solange, André, Carolina, Catarina, Diogo, Mariana, Mariline, Marta, Márcio e Melina - vão estar no espectáculo do Campo Pequeno, cujos ensaios começam agora, segundo Moura dos Santos.
Há surpresas, garante o manager. "Agora é outra coisa, outro campeonato. Há gente que é mais talhada para trabalhar ao vivo, outra para discos", sublinha.
Os concorrente serão acompanhados ao vivo pela banda do programa - Bandídolos - e o alinhamento ainda não está fechado. "Haverá temas do programa e ainda outros", confirma o manager da equipa. Outro dado que é certo: cantam todos juntos no início e no fim.
João Manzarra, apresentador do Ídolos, é o mestre de cerimónias dos concertos da digressão. "E, no Campo Pequeno, a Cláudia Vieira também vai estar, se conseguir chegar a tempo das férias", avança Moura dos Santos. Mas só estará presente nesta data. E, nas restantes, João Manzarra pode falhar algumas datas, uma vez que será o anfitrião do próximo grande formato da SIC, Achas Que Sabes Dançar?.
Segundo apurou o DN, cerca de dois terços dos bilhetes para o concerto no Campo Pequeno estão já vendidos. O preço dos ingressos varia entre os cinco e os 25 euros.
O espaço da praça de touros de Lisboa deverá esgotar-se, mas não está previsto fazer mais um concerto em Lisboa logo a seguir. "Só se for no final da digressão", considera Manuel Moura dos Santos.
Há mais seis datas confirmadas e outras quatro já previstas pela organização (a produção é da UAU).
Entretanto, os concorrentes acabam de gravar o disco do programa. O álbum ficará à venda no final do mês e é editado pela EMI.
A SIC já decidiu voltar a apostar no formato, mas nunca antes de 2011.
fonte: site DN

Ídolomania rodoviária

Já são conhecidas as primeiras datas e locais onde os finalistas do Ídolos estarão a tocar para todos os que quiserem assistir.
Assim,
  • dia 13 de Março - Lisboa
  • dia 20 de Março - Viseu
  • dia 27 de Março - Santa Maria da Feira
  • dia 1 de Abril - São Miguel
  • dia 3 de Abril - Portimão

"Ídolos": sempre a somar

Concurso está a dar fama a jovens desconhecidos e alguns já tiram partido da visibilidade.
"Ídolos" termina hoje, mas a euforia vai continuar. Em Março, sai para a estrada uma digressão com todos os concorrentes do programa da SIC. Um ganho pela participação, ao qual se somam outras mais-valias e novos desafios profissionais.
Os 'castings' já tinham sido um sucesso e o programa não desiludiu. A terceira edição de "Ídolos" chega hoje ao fim e, se Filipe Pinto e Diana Piedade não sabem o que o concurso lhes reserva, os ex-concorrentes já começaram a tirar dividendos da participação.
Na luta pelo pódio, Carlos Costa foi o último concorrente a sair do programa. O madeirense só aponta pontos positivos à experiência: "Ganhei reconhecimento, notoriedade, experiência e algum respeito. Tenho recebido propostas de trabalho, para concertos e para gravar discos, da parte de editoras". Cada convite "tem que ser controlado pela produtora, a Fremantle", conta, ao JN, o jovem. Carlos também já teve um encontro com fãs numa discoteca de Gaia.
Carolina Torres participou em "Ídolos" para cantar, mas foi expulsa a meio. Um dia após ter sido preterida, recebeu o convite para apresentar "Curto Circuito"(CC), na SIC Radical. Aceitou de imediato, até porque "foi um óptimo prémio". A jovem estudante do segundo ano de Ciência da Comunicação, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), estreou-se no CC na passada quinta-f-eira, mas já antes se tinha tornado um rosto conhecido.
Mariline Hortigueira não tem dúvidas. A sua vida "mudou um bocadinho", até porque reconhece que o concurso "foi muito bom". "Estou a trabalhar no meu primeiro single com a Vidisco, que espero que saia em breve. Também já fui convidada para fazer outras coisas, entre as quais presenças", resume. Entre "as outras coisas", está o editorial que fez para a revista masculina FHM. "Se não fosse o concurso nunca me teriam escolhido para capa", reconhece.
A par de todos os ganhos já referidos, todos os participantes neste edição de "Ídolos" já sabem que vão participar numa digressão, o que acontece pela primeira vez. A tournée arranca no dia 13 de Março, no Campo Pequeno, e está confirmada passagem pelos Açores.
Prós e contras do concurso
Se os jovens da SIC ainda procuram um lugar ao Sol no panorama artístico, Tony Carreira já tem uma carreira consolidada. Para ele, "os concursos são positivos, pois é uma porta que se abre e a experiência é sempre uma mais-valia. Aquilo é apenas o início", avisa, acrescentando: "Muitas vezes, a ilusão está na ideia que de que basta aparecer para tudo estar feito, mas a realidade é que está tudo por fazer. Eu próprio apareci, em Portugal, no Festival da Canção. Não ganhei, mas acabei por fazer carreira".
"Surpreendido" é como se descreve Rui Reininho perante "o entusiasmo e as expectativas que as pessoas criam".
"O 'show business' é um negócio muito difícil e limita-se a momentos de antena. Ninguém vai à televisão para arranjar emprego, a não ser nos concursos, e é tudo efémero. Mas o amor também é efémero e eu não digo para as pessoas não se apaixonarem", assegura o vocalista dos GNR, banda que, curiosamente, é a convidada da gala de hoje. Sem hipocrisia, Rui Reininho não se sente no direito de "professorar" e até reconhece talento neste grupo de "Ídolos". Mas atenção: "É fácil ser conhecido em pouco tempo, mas difícil é manter esse estatuto para sempre, tornando a fama duradoura".
fonte: site JN