Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

O que se passou no "Episódio Especial"

Numa ponte aérea nunca antes vista entre Portugal e o Rio de Janeiro Sofia Cerveira e Ricardo Pereira conduziram o "Episódio Especial" deste sábado.
Destaques:
- Duplas improváveis com Bento Rodrigues e as Manicures de "Vip Manicure"
- Bastidores da novela que estreia em Outubro "Podia Acabar o Mundo"
- Bastidores da Gala de Comemoração dos 60 anos de carreira de Camilo Oliveira
- Duplas Improváveis com Herman José e com Maria João Ruela
- Gravações do filme "Second Life"
- Visita guiada ao plateau de "Roda da Sorte"

SIC prestou homenagem a Camilo de Oliveira

A SIC brindou Camilo de Oliveira com uma gala comemorativo dos seus 60 anos de carreira. No sábado, a sala do Teatro Tivoli, em Lisboa, estava cheia e foram muitos os amigos que quiseram prestar homenagem ao actor, elogiando "uma vida dedicada ao trabalho e ao humor". Emocionado, Camilo de Oliveira, que desde o dia 1 de Julho é exclusivo da estação de Carnaxide, não conseguiu conter as lágrimas, sob o olhar atento da mulher, Paula Marcelo. "É um marco na minha carreira", disse sobre a gala.
"Nunca trabalhei com ele, mas entrevistei-o várias vezes", afirmou Herman José ao CM antes de entrar em palco, no camarim, enquanto afinava o som da guitarra. "Não o conheço muito bem, mas conheço muito da vida dele." Por se tratar de uma homenagem a um humorista o apresentador do programa ‘Roda da Sorte’ preferiu cantar uma música. "Era um disparate vir aqui contar piadas. Preferi optar por cantar a música ‘Não é Fácil’", adiantou. Herman José está convicto de que a homenagem que a SIC transmitiu anteontem à noite, apresentada por Fátima Lopes, foi muito merecida: "O Camilo vive em função do trabalho, por isso acredito que esteja a dar muito valor a esta gala", concluiu, convidando o nosso jornal a entrevistá-lo em Nova Iorque quando também ele comemorar 60 anos de carreira.
Artur Agostinho, Eunice Mu-ñoz, Carlos do Carmo, Filipe la Féria e Mafalda Arnauth foram alguns dos artistas que fizeram questão de assinalar a data e também prestaram homenagem ao humorista.
Aos 75 anos, Camilo de Oliveira prepara a estreia de um novo programa original na SIC, em 2009. ‘Camilo, o Presidente’ gira em torno de duas corporações de bombeiros rivais e de duas vilas. "Há situações incríveis que podem ocorrer numa corporação de bombeiros", explicou o humorista ao CM.

GALA EM DIRECTO NO SEXTO LUGAR
A transmissão em directo da gala de homenagem a Camilo de Oliveira ajudou a SIC a consolidar audiências. No sábado, o programa ‘60 Anos de Camilo de Oliveira’ ficou em 6º no dia, com uma audiência de 8,9% (correspondente a 846,500 telespectadores) e 31,4% de share. Ainda assim, esta homenagem não conseguiu suplantar a oferta da TVI, que voltou a liderar, com as novelas ‘Feitiço de Amor’, ‘A Outra’ e ‘Fascínios’ a conquistarem os três primeiros lugares na tabela.
fonte: site CM

Audiências de Ontem na SIC

No dia de ontem a SIC foi o segundo canal mais visto com 27,7% de share ficando atrás da TVI que alcançou 30,2%. Esta subida deveu-se em grande parte à gala que a SIC transmitiu em horário nobre dedicada aos "60 anos de carreira de Camilo de Oliveira". A RTP 1 ficou-se pelos 20,1% de share. Já a RTP2 registou 4,4%.
Num dia em que quatro dos cinco programas mais vistos são da TVI, tendo o programa visto do dia na SIC ficado em 4.º lugar e foi o “Jornal da Noite” que alcançou 31,9% de share no período em que foi transmitido.

Gala de Homenagem a Camilo em directo na SIC

"Ai Agostinho. Ai Agostinho. Que rico vinho. Vai uma pinguinha?Este país perdeu o tino. Armar ao fino, armar ao fino". Com estes versos, ao lado de Ivone Silva, em "Sabadabadu", na RTP, Camilo de Oliveira, nos inícios dos anos 80, popularizou-se.
O famoso dueto será uma das cenas recordadas hoje, na gala que a SIC preparou para o actor, com que se festeja os 60 anos da sua carreira. O directo é às 21.40 horas.
Para o espectáculo, grandes figuras já confirmaram a sua presença: de Eunice Muñoz, a Artur Agostinho, Carlos do Carmo, Herman José, Filipe La Féria e Mafalda Arnauth. Camilo de Oliveira poderá gabar-se de ter nascido perto do palco. O parto aconteceu nos camarins do Teatro do Grupo Caras Direitas, em Buarcos, Figueira da Foz, em 23 de Julho de 1934. Afirmando-se no teatro de revista, soube dar o salto para a "sitcom" televisiva, com produtos que ainda hoje fazem sucesso. "Camilo o pendura", "Camilo em sarilhos", "A loja do Camilo", são alguns dos títulos que protagonizou para o pequeno ecrã. Mesmo os programas que têm sido repetidos na estação de Carnaxide conseguem posicionar-se na tabela dos mais vistos da televisão.
Recentemente, Camilo de Oliveira voltou a assinar um contrato por dois anos com a SIC, estabelecendo uma parceria que garantiu uma nova série de humor para 2009. "Camilo, o Presidente" deverá ser o seu novo desafio profissional.
fonte: JN