Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Figuras Públicas lamentam a morte de Fernando de Sousa

jornalista Fernando de Sousa

 Esta quinta-feira a SIC perdeu um dos seus rostos. Aos 65 anos faleceu Fernando de Sousa, o correspondente do canal em Bruxelas.

Ao longo do dia foram muitos os que manifestaram a sua opinião sobre o profissional e, acima de tudo sobre o ser humano.

Além dos muitos anónimos, figuras públicas não quiseram deixar de endereçar os pêsames à família. O Presidente do Grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, destaca a "notável carreira jornalística" e o trabalho "isento" e "pedagógico" de Fernando de Sousa. "Na SIC desde os primeiros tempos, Fernando de Sousa destacou-se pela forma como acompanhou a presença de Portugal na União Europeia", acrescenta o fundador do canal.

Já Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro "com profunda consternação a notícia do desaparecimento do jornalista Fernando de Sousa, uma das figuras mais destacadas e respeitadas do jornalismo português", lê-se numa nota divulgada pelo seu gabinete.

"Com profundo pesar e consternação" é a forma como Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, reage à notícia. "Fernando de Sousa levou muitas vezes as vozes da Europa até Portugal. A Europa deve-lhe essa missão, que tão bem soube desempenhar. Deixa saudade", recorda.

O Presidente da República destacou o trabalho jornalístico pela "qualidade" nomeadamente em "questões europeias".

Mas também profissionais de comunicação social deixaram o seu testemunho sobre o profissional que faleceu hoje em Milão.

"A morte de um colega é hoje notícia. Ninguém está preparado para o inesperado, que é uma vida roubada. Ainda ontem (8) entrava nas nossas casas, com reportagem da Cimeira Europeia do Emprego, em Milão. Guardo a memória do camarada, cavalheiro, profissional. Sempre pronto a ensinar. Ou aprender. Que sabia 'estar'. A quem bastava 'ser'. E sempre com um sorriso. Até sempre Fernando!», escreveu Clara de Sousa, pivô do 'Jornal da Noite'.

Já Anselmo Crespo, jornalista do canal de Carnaxide, escreveu: "Hoje acordei mais pobre. Perdi um colega. Pior ainda, perdi um amigo. O País também está mais pobre. Perdeu um comunicador de mão cheia. Perdeu a memória que parte com o Fernando".

Bernardo Ferrão, ex jornalista do canal e atualmente jornalista do Expresso fala de um "dia triste para o jornalismo. E para os que trabalharam com o Fernando. Guardo as melhores memórias. Até sempre".

Nuno Santos, ex jornalista e ex diretor de programas da SIC, fala de Fernando de Sousa como "um bom jornalista, da velha escola, dos que nunca falhava, sempre disponivel, sempre no terreno - morreu afinal a trabalhar - e um amigo".

Eis o vídeo da notícia:

 

Faleceu Fernando de Sousa

Fernando de Sousa

Nascido a 16 de fevereiro de 1949, Fernando de Sousa passou pela RDP, BBC, Diário de Notícias e SIC. Foi correspondente em Londres, na Alemanha e em Bruxelas.

Em 2006 foi condecorado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Ordem do Infante D. Henrique. Atualmente estava em Milão ao serviço do canal para acompanhar a cimeira sobre o emprego. Tinha 65 anos.

À família e amigos, SICBlogue envia as mais sentidas condolências.