Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

SIC levou produções nacionais ao NATPE

A ficção voltou a marcar a feira de conteúdos audiovisuais de Miami, o NATPE, onde a SIC marcou presença. Para o diretor de negócios internacionais da estação, João Pedro Nava, esta foi uma feira positiva para a estação de Carnaxide.

O diretor ficou satisfeito com as obras de ficção que a estação levou até Miami. Perfeito Coração, Rosa Fogo, Podia Acabar o Mundo ou Lua Vermelha foram os produtos apresentados. “América Latina e Estados Unidos são os mercados que nos interessam”, refere João Pedro ao Correio da Manhã e acrescenta que isto ainda são “os efeitos dos Emmy”. Todas as produções referidas foram produzidas pela SP Televisão

MIPTV conta com presença da SIC

O MIPTV decorre já entre os dias 1 e 4 de Abril em Cannes. A SIC vai estar presente no certame onde já tem “reuniões agendadas”, antecipa João Pedro Nava, director de distribuição e negocíos internacionais da estação ao Diário de Notícias
O objectivo da estação passa por “levar a SIC Notícias” depois dos “resultados extraordinários” da SIC Internacional em França. “Séries de ficção, Grandes Reportagens SIC para vender” são alguns dos produtos com marca SIC que vão estar nas bancas do MIPTV. Negociar “os conteúdos da SIC nas televisões pelo mundo” é o grande objectivo de João Pedro Nava.

SIC junta-se à Oi para a SIC Internacional no Brasil

A SIC chegou a acordo com a Oi para incluir a SIC Internacional na oferta de televisão da operadora brasileira que, em breve, terá a PT como um dos principais accionistas. O acesso ao canal irá custar 4,90 reais (2,17 euros) por mês. Com este acordo, o grupo de Francisco Pinto Balsemão reforça a presença num mercado em forte crescimento.
Em Setembro de 2010 eram 9,073 milhões os assinantes de TV paga no Brasil, um crescimento de 19% face aos números de Janeiro. No país, a SIC está já presente na oferta da NET Serviços, na Sky e na Embratel e, sabe o Correio da Manhã, está neste momento a negociar a entrada na oferta da Telefónica.
"Com este passo, a SIC dá continuidade a uma estratégia de internacionalização que visa uma cobertura global, potenciando o seu crescimento quer ao nível dos subscritores quer das receitas publicitárias, neste caso num mercado em forte crescimento", diz Luís Marques, director-geral da SIC.
"O Brasil é um mercado estratégico com enorme potencial, tanto pelas perspectivas de crescimento como pela sua dimensão", diz João Pedro Nava, director de distribuição da SIC.
Em 2009, a SIC facturou quatro milhões de euros com os canais que exibe fora de Portugal. Em 2010, e até Setembro, o valor era de 3,35 milhões, pelo que no total do ano as receitas devem ter ficado acima dos 4,5 milhões.
Actualmente, a SIC está em doze países, através de quatro canais: a SIC Internacional (França, Suíça, Luxemburgo, Bélgica, EUA, Canadá, Brasil, Angola, Moçambique, África do Sul e Austrália), a SIC Notícias (Angola, Moçambique, Cabo Verde e EUA), a SIC Mulher (Angola e Cabo Verde) e a SIC K (Angola).
CM