Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Raul Solnado homenageado pela SIC

"Tive uma vida louca e dura. Mas saborosíssima. Com esta agitação o meu coração está preso por um fiozinho. Obrigado a todos." Foi assim que Raul Solnado, homenageado ontem pela SIC, agradeceu à plateia do Teatro Armando Cortez que o aplaudiu de pé.
Actores, cantores, humoristas, comediantes e dançarinos animaram a ‘Maratona do Humor’, uma emissão de oito horas conduzida por Herman José.
Além de homenagear Raul Solnado, o espectáculo teve uma vertente de solidariedade. O dinheiro resultante das vinte mil chamadas de valor acrescentado, efectuadas durante a emissão, reverte em prol da Casa do Artista.
Constipado e quase afónico, Raul Solnado chegou à Casa do Artista, da qual é presidente e fundador, amparado por Nuno Santos, director de Programas da SIC.
"Não pude deixar de vos vir dar um abraço", disse o actor de 79 anos dirigindo-se à plateia e aos telespectadores. Clara de Sousa, Ana Bola e Maria Rueff, Eunice Muñoz, José Pedro Gomes e António Feio, Óscar Branco, Gato Fedorento, Bárbara Guimarães e Merche Romero foram alguns dos nomes que enalteceram os atributos pessoais e profissionais de Raul Solnado, uns ao vivo e outros através de vídeo.
Joana Solnado, num depoimento gravado, agradeceu "o rasto de luz" que o avô deixa na sua vida.
fonte & foto: CM

"Maratona de Humor" hoje na SIC

Humor das 10.00 às 19.00 é a proposta da SIC para hoje, um evento que se insere naquilo que Nuno Santos, director de programas da estação, chama de "eventos televisivos".Herman José vai fazer as honras da casa, a partir da Casa do Artista, em Lisboa, numa emissão que conta com muitos humoristas, tanto a partir do palco como em gravação, como é o caso dos Gato Fedorento."É um presente antecipado de anos que a direcção me ofereceu", começou por dizer ao DN Herman José, que completa 55 anos a 19 de Março. "O importante é que a emissão tenha uma componente positiva e que, pelo menos durante um dia, as pessoas esqueçam a crise", explicou.E que vai acontecer durante oito horas? "Eu vou interagir com todos os convidados e até vai haver um piano e uma guitarra para se fazer umas brincadeiras. Mas eu não quero que a emissão seja um espectáculo de one man show meu. Quanto menos se der por mim, melhor. Vou entrevistar as várias pessoas convidadas e quero que sejam elas a brilhar. Por outro lado, vai haver uma componente de memória, em que vamos homenagear o Raul Solnado", acrescentou.
Pela Casa do Artista vão passar nomes como Fernando Rocha, Ana Bola, Maria Rueff, Aldo Lima, José Pedro Gomes, António Feio, Luciana Abreu, Anjos, Micaela, Ana Malhoa, Clara de Sousa ou Nuno Eiró.Sobre a situação do País "A minha posição em relação a José Sócrates é a mesma que tinha Winton Churchill em relação à democracia. Não digo que ele seja óptimo, mas é a melhor hipótese que temos a trabalhar ao serviço do País. Sócrates, para ser perfeito, teria de ser ainda mais corajoso", referiu Herman. E Manuela Ferreira Leite [líder do PSD, partido da oposição]? "Concordo com ela quando diz que era preciso seis meses de ditadura para meter o País em ordem. Se isso acontecesse e fosse eu a mandar, teria uma lista enorme de pessoas que mandaria para Guantánamo. Em Portugal há muitos que deveriam ir lá parar... (risos)", respondeu o humorista.
fonte: DN