Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

sicblogue

Conhece os convidados do Vale Tudo deste domingo

Pedro Diogo, Pedro Guedes, Débora Monteiro e Carolina Patrocinio são as caras que domingo vão estar na SIC no programa Vale Tudo.

Aos convidados juntam-se os residentes Inês Castel-Branco, Rui Unas, Custódia Gallego e César Mourão para mais uma noite que promete ser de arromba e onde o tradicional cenário inclinado promete marcar presença.

25,1% de share médio de "À Procura do Sonho"

Joana Cruz e Diogo Abreu são os vencedores do concurso À Procura do Sonho que a SIC transmitiu nas noites de domingo. Fátima Lopes, Gonçalo Gaidoso e Susana Marques formaram o júri que avaliou os 24 concorrentes, seleccionados num casting em Lisboa e Porto. Os vencedores vão agora assinar um contrato com a Agência Face e fazer a sua formação em Paris. A apresentação esteve a cargo de Vanessa Oliveira e Pedro Guedes.
Os seis programas registaram 7.2% de audiência média e 25.1% de share, de onde se destacou o primeiro programa com o melhor registo. A estreia de À Procura do Sonho, transmitido a 1 de Agosto, alcançou 8.5% de audiência média e 26.7% de share. A final, que consagrou Joana Cruz e Diogo Abreu, registou 8.2% de audiência média e 26.1% de share.
Marktest

Entrevista a Vanessa Oliveira

Foi na moda que começou há já 11 anos. Os desfiles e as sessões fotográficas levaram-na até à televisão, onde deu os primeiros passos, na TVI. Actualmente, é na SIC que Vanessa Oliveira dá créditos e tem vindo a amadurecer como apresentadora.
Os desafios somam-se em passo acelerado. Aos 29 anos, continua firme em "Fama Show", mas outros projectos revelam que tem sempre mais para dar. Já este domingo à noite, Vanessa estreia-se, ao lado de Pedro Guedes, como apresentadora da nova aposta da estação de Carnaxide.
Depois do canto e da dança, é agora a moda a estar em destaque com "À procura do sonho", um concurso para jovens que ambicionam a carreira de modelo. Quanto a Vanessa Oliveira, as ambições passam sempre por fazer melhor. Com a saída de Fátima Lopes, o futuro pode trazer-lhe novidades, mas o que quer mesmo é que a deixem trabalhar.
Como encara o desafio de "A procura do sonho", agora que o programa vai estrear?
É um óptimo desafio porque, mais uma vez, demonstra que a SIC confia em mim, no meu trabalho, e acredita naquilo que sou capaz de fazer. E, depois, deu-me uma coisa que não podia ser melhor, que é um programa de moda… Só faço duas coisas na vida, que é televisão e moda, e agora vou fazer um programa que concilia as duas vertentes, portanto não podia estar mais feliz.
Os concorrentes deste formato têm o sonho da moda. A Vanessa entrou na moda por causa do sonho de ter uma mota…
É verdade! Só fui para a moda porque queria uma mota… Quer dizer, toda a vida fui apelidada de 'Olívia Palito', 'Torre Eiffel', portanto sabia que era alta, magrinha, que não era feia, e podia ter ali uma oportunidade, mas o meu objectivo foi sempre o de ganhar a Vespa. Realmente, eu não tinha ambição de ser modelo, até porque os meus pais sempre foram muito rigorosos, quer comigo, quer com a minha irmã. Os estudos sempre estiveram em primeiro lugar e, se tirasse uma negativa, o meu pai não me deixava fazer trabalhos.
E ganhou?
Não. Acabei por não ganhar, fiquei em segundo lugar. E só no ano passado, 11 anos depois, comprei a mota. Podia ter comprado antes, mas tinha outras prioridades.
Estes meses têm sido uma correria com os "castings" do programa, o desafio de procurar de barrigas perfeitas por todo o país, os festivais, o "Fama Show"… Como aguenta?
De facto é um Verão trabalhoso, mas eu gosto. Só peço para me deixarem dormir oito horas e quem me conhece sabe que é mesmo importante. Dormindo e comendo bem, tenho sempre energia.
Com a saída de Fátima Lopes da SIC, está preparada para novos desafios?
(risos) Pois, sei lá… Só quero que me deixem fazer o meu trabalho. O resto que seja a direcção SIC a decidir.
Até agora, qual foi o projecto que mais prazer lhe deu?
Não posso deixar nunca de falar de um programa que eu adoro que é o "Fama Show". Podem dizer que é um formato com conteúdos light, mas a verdade é que aquilo dá muito trabalho a construir e a audiência que temos todas as semanas prova que ganhou fidelidade e o carinho do público.
Foi para a SIC, depois de se ter estreado na TVI…
Pois foi e, na altura, também fizeram "gato-sapato" da minha mudança, como se tivesse sido milionária.
Sente-se uma sortuda?
Não tenha dúvidas. Eu sei que trabalho muito e me dedico bastante… Não tenho medo, nem vergonha, de chegar ao pé de alguém e pedir ajuda porque não sei ou porque quero fazer melhor. Se quero evoluir é assim que faço. Porquê ter vergonha de ser humilde se não sei, porque não nascemos ensinados.
É auto-exigente?
Sou muito!
Como reage quando lhe ligam de véspera para, de repente, ir substituir um colega?
Aconteceu por causa da Rita (Ferro Rodrigues) e fiquei preocupada com ela, mas depois percebi que eram só uns enjoos. Eram 11 da noite, tinha que estar às oito da manhã no estúdio, portanto dormi e fui para lá. Já conhecia o tipo de alinhamento por causa do "SIC ao Vivo" mas, quando recebi o telefonema, a primeira coisa que fiz foi procurar na Internet notícias sobre a história do final do programa, para não estar desprevenida. De resto, arrumei umas roupinhas e fui descansar. No dia seguinte, apresentei-me a pensar que seria só um dia e acabaram por ser duas semanas. Mas levo tudo com descontracção… Se me sentir preparada a coisa corre, senão peço ajuda.
E com isto tudo, como ficam as férias?
Talvez no final de Agosto, mas não me chateio nada, porque vou descansando. Sei que se sentir que tenho que parar peço ao Nuno Santos ou ao Daniel Oliveira, para tirar uma semana. E eles deixam, porque também sabem que dou tudo quando é preciso.

À Procura do Sonho a partir de domingo na SIC

Começa este fim-de-semana mais um grande concurso na SIC. Depois do canto e da dança chegou a vez de outra arte ser abrangida e ser abordada num programa da SIC. À Procura do Sonho tem na apresentação Vanessa Oliveira e Pedro Guedes. O programa que terá a estilista Fátima Lopes como presidente do júri e a acompanhá-la estarão Susana Marques Pinto e Gonçalo Gaidoso. Serão avaliados 24 concorrentes ao longo dos programas que passam pela fase de casting e termina a fase de casting com um casting final que se realizou em Lisboa. As transformações de visual, aulas de postura e passerelle e avaliação dos modelos, as sessões fotográficas com fotógrafos conceituados e outras provas para impressionar o júri a sessão fotográfica em conjunto e um anúncio publicitário com posterior avaliação do júri e finalmente a Gala em Directo, na qual os 16 finalistas (8 rapazes e 8 raparigas) desfilam em fato-de-banho, casual e vestido de noite.
Ao longo de seis semanas (até 5 de Setembro) iremos andar à procura do Sonho


Transferências da TVI para a SIC "podem não ficar por aqui"

Primeiro foi Fátima Lopes. Depois foi Gabriela Sobral. Mas a guerra de transferências entre a SIC e a TVI não deverá ficar por aqui. Pelo menos é esse o recado do director de Programas da estação de Carnaxide. "Não vou falar sobre coisa nenhuma em concreto nem sobre pessoa nenhuma em concreto. Vou só dizer o seguinte: que se desenganem aqueles que julgam que o jogo está fechado. O jogo está em aberto e diria que nós ainda estamos aqui com muito jogo pela frente", disparou Nuno Santos, ontem, à margem da apresentação do programa À Procura do Sonho.
O responsável pela programação da SIC recusou-se a prestar mais declarações acerca da contratação de Gabriela Sobral, que fez parte do núcleo-duro da TVI durante 11 anos na qualidade de chefe da produção nacional, e da saída da apresentadora Fátima Lopes para a estação concorrente. Mas deixou bem claro que poderá aliciar mais estrelas da TVI, apesar da nega que teve de Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha, apresentadores de Você na TV!.
Negas foram também muitas aquelas que ouviram os candidatos de À Procura do Sonho, que estreia a 1 de Agosto na SIC com apresentação de Vanessa Oliveira e Pedro Guedes. Começaram por ser quase oito mil e, neste momento, já são apenas 24 (12 raparigas e 12 rapazes). Os mesmos que irão disputar, a 5 de Setembro, um contrato com a agência Face, de Fátima Lopes.
"Vamos encontrar duas caras novas que venham a fazer carreira na moda em Portugal", prometeu Nuno Santos. Até lá, assistiremos aos castings e às várias eliminatórias, que incluem mudanças de visual, aulas de passerelle e sessões fotográficas.
"Não é cópia de nada nem de ninguém", garantiu Fátima Lopes, recusando qualquer semelhança com America's Next Top Model, apresentado por Tyra Banks e já emitido na SIC Mulher. "Vão ver que não tem nada a ver", insistiu.
"Insere-se numa linha de entretenimento que a SIC tem vindo a seguir com o Ídolos e o Achas Que Sabes Dançar?", explicou Nuno Santos. Por isso, está garantida a existência dos chamados cromos. "Digamos que há pessoas a pisar a passerelle de forma pouco atípica", comentou Piet-Hein Bakker, responsável da produtora CBV. "Houve uma coisa que não mudou: a falta de noção", acrescentou Nuno Santos. No entanto, o júri, composto pela estilista Fátima Lopes, pela produtora Susana Marques Pinto e pelo fotógrafo Gonçalo Gaioso, "não é mau". "Tentámos não magoar ninguém nem ferir a susceptibilidade de ninguém", realçou a estilista.
À Procura do Sonho estreia-se na mesma altura que Projecto Moda, uma aposta da RTP destinada a encontrar o melhor designer de moda. Nuno Santos recusou falar em concorrência. "Do que eu percebi, é outro programa, não tem a ver com este. São duas coisas diferentes."
DN

Face Model of the Year está a chegar à SIC

À primeira vista as comparações são inevitáveis face ao programa de Tyra Banks "America's next top model". Porém, a estilista Fátima Lopes, mentora de "À procura do sonho", que viverá na antena da SIC ao longo de seis domingos, garantiu pouco terem em comum.
Ao contrário de "Ídolos" e de "Achas que sabes dançar", formatos adaptados por Carnaxide a partir de versões estrangeiras de indubitável êxito, o conteúdo cujo propósito se prende com a eleição de um modelo feminino, e outro masculino para serem agenciados pela Face Models, "é uma ideia exclusiva" e de carimbo português, como frisou Fátima Lopes, que integra também o leque do júri.
Nuno Santos, director de Programas da SIC, avançou que "À procura do sonho - Face Model of the Year" se compõe de meia dúzia de emissões semanais, em horário nobre, com estreia marcada para o primeiro dia de Agosto, pelo que intercalará, os dois concursos caça-talentos da chancela do canal: Sucede à escolha do melhor bailarino do país, e antecede a descoberta de mais um cantor.
"O programa inscreve-se nessa linha de entretenimento, abordando uma outra arte", disse Nuno Santos, que adiantou ainda que cinco episódios da fornada são gravados, dois acompanhando as fases de "castings" em Lisboa e no Porto, e os restantes o processo aos quais os 24 finalistas, metade de cada sexo, se sujeitarão. Já o derradeiro capítulo, esse, permanece no segredo dos Deuses. Apenas se sabe que terá honras de transmissão em directo.
Avaliações cuidadosas
A par da conceituada estilista, a produtora de moda Susana Marques Pinto e Gonçalo Gaioso compõem o trio com a tarefa de avaliar "mais do que a beleza, a atitude e força para aguentar a competição", salientou o fotógrafo.
Dada a tenra faixa etária dos candidatos (entre 15 e 22 anos) - releve-se que houve cerca de 8 mil inscrições, sendo que 5 mil foram a Norte -, e apesar do elevado grau de exigência, o júri fez do cuidado nas considerações tecidas um dos seus pontos de honra.
"Tivemos uma atenção especial para não traumatizar ninguém", sobretudo, tendo em conta o flagelo dos "distúrbios alimentares", prosseguiu Gonçalo, e "a facilidade em atingir a fronteira da ferida em relação à auto-estima", reforçou Fátima Lopes.
Vanessa Oliveira e Pedro Guedes constituem a dupla que tem a cargo a apresentação de "À procura do sonho", produzido pela CBV.
Para o rosto cada vez mais assíduo no pequeno ecrã da SIC, com visibilidade privilegiada em "Fama Show", conduzir um formato em "prime-time", é "a cereja em cima do bolo. Uma prova de confiança e de que acreditam na minha evolução", enalteceu Vanessa que tem orientado o colega.
"Ela está mais habituada a estas andanças, não tenho muita noção e estou-lhe grato por todo o apoio", sinalizou Pedro. Afinal, conhecem-se há 10 anos e curiosamente, foi este mano Guedes quem entregou nas mãos da amiga o passaporte para a moda.
"Participei num concurso da 'Ragazza', que acabei por vencer, e era o Pedro que o apresentava", contou Vanessa. Referiram ainda "as difíceis histórias de vida" com que têm contactado neste programa, que reúne consenso quanto à qualidade dos concorrentes.
JN